É tanta coisa na cabeça que de vez em quando a gente se pergunta: é isso mesmo que quero? Afinal, quem sou eu? O que estou fazendo da minha vida? Estou dando atenção para as coisas certas? Estou gastando energia no que realmente importa? Estou dando a devida atenção para quem gosta de mim? A gente fica nesse mar de perguntas e nada até encontrar uma resposta.

11.8.16

Resenha: Hush Hush "Sussurro"

"Em um determinado dia, ela foi obrigada pelo seu professor de Biologia, a deixar de ser parceira de sua melhor amiga Vee, em troca da companhia de seu colega Patch - um rapaz cheio de mistérios, totalmente debochado e muito convencido. Alguém que logo ela estaria perdidamente apaixonada."

Oi, oi pessoal. Aqui estamos nós com mais uma resenha literária. Eu vou tentar fazer essa bem curtinha e rapidinha (pelo menos vou tentar), pra não cansar muito na leitura. Eu precisava subir esse pôster hoje, porque eu já tenho alguns pôster bem atrasados que eu já deveria ter postado a muito tempo, e esse livro é um deles. Eu terminei há muito tempo, mais acabei esquecendo de resenhar e agora tá uma bagunça de pôster que ainda tenho que fazer. Enfim, vou tentar ser breve. O livro de hoje é o Sussurro (ou Hush Hush, o nome original). A saga é da Becca Fitzpatrick lança da em 2010 e contém ao todo 4 livros. Não, eu ainda não li os outros mais com certeza eles serão as próximas resenhas literárias que farei aqui no blog. Eu vi esses livros em alguma revista que minha tia estava vendendo e fiquei bem curiosa. Eu adoro livros de ficção, mas já está um pouco cansativo esses temas; anjos-nefilins-demônios... Só que a capa dele está linda e foi o motivo pra eu ter começado a leitura. O que mais me atraiu foi o fato da história se tratar de anjos. Mas admito que ainda parei umas 2 vezes logo no inicio, o que foi o primeiro ponto negativo da série, começando a demonstrar o quanto a personagem se prendia a suas emoções.

Sinopse: Se apaixonar nunca foi tão fácil… ou tão mortal. Para Nora Grey, romance não era parte do plano. Ela nunca se sentiu particularmente atraída por nenhum garoto de sua escola, não importa o quanto sua melhor amiga Vee os empurrasse para ela. Não até a chegada de Patch. Com seu sorriso tranquilo e olhos que parecem enxergar dentro dela, Nora é atraída por ele contra seu bom senso. Mas após uma série de acontecimentos aterrorizantes, Nora não sabe em quem confiar. Patch parece estar onde quer que ela esteja, e saber mais sobre ela do que seus amigos mais íntimos. Ela não consegue decidir entre cair nos braços dele ou correr e se esconder. E, quando tenta encontrar algumas respostas, ela se acha próxima de uma verdade que é bem mais perturbadora do que qualquer coisa que Patch a faça sentir. Nora está bem no meio de uma antiga batalha entre os imortais e aqueles que caíram – e, quando se trata de escolher lados, a escolha errada poderá custar sua vida.


Bom, o livro possui um prólogo, que se passa em 1565, na França, onde os personagens trocam diálogos arcaicos, algo que me preocupou um pouco, pois pensei que poderia ser o tempo todo assim, porém depois que iniciou o primeiro capítulo isso mudou, isto é, a história passou para os dias de hoje. O livro conta a história de Nora Grey (sim, o mesmo nome do protagonista de Cinquenta Tons de Cinza). Ela é uma garota normal que ainda frequenta a escola. Perdeu o pai há pouco tempo, e sua mãe tem de trabalhar dobrado para sustentar as duas e pagar a hipoteca da casa. As coisas em sua vida começam a ganhar novo rumo quando ela conhece Patch, um aluno novo na escola que acaba se tornando seu parceiro de Biologia. A partir de então, Nora tem a crescente sensação, de que Patch a está seguindo em todos os lugares, e a estranha impressão de estar sendo observada durante a noite ganha um novo suspeito.

Eu admito que achei a serie um pouco parecida com Crepúsculo. Tá bom, que já leu pode me dizer: a história é completamente diferente (Crepúsculo = Vampiros, Hush Hush = Anjos), eu sei, eu sei, mais têm uns pontos específicos que são tão idênticos com os clichês de Crepúsculo, o que acabou me deixando um pouco desanimada. Tipo, Bella chegando na escola e olhando Edward, Bella sentando do lado de Edward e Bella se apaixonando por Edward ao invés de Jacob, eram parceiros de laboratório, um romance perigoso e cheio de segredos, essas coisas, sabe... Uma coisinha aqui, uma coisinha ali, não tem como não comparar. Outra coisa bem parecida foi à história por trás da “história”, hoje em dia são todos tão parecidos  que já virou modinha: anjos-nefilins-demôniose-vampiros e a cambada toda sobrenatural. É como estar vivendo um novo fenômeno no campo literário. A tendência agora são livros com capas em escala de cinza ou pretas, com um objeto colorido que transmite um significado profundo em destaque e um título impactante. Além de capas similares, esses livros também apresentam um conteúdo similar. - Fallen, Crépusculo, Torment, Os Imortais, Wake House of Night, Os Instrumentos Mortais, Wicked Lovely, entre outros. É como se tivessem descoberto a nova fórmula do sucesso, e ela é bem simples: Garoto-não-humano-fantástico se apaixona por garota-normal. Garota-normal sente uma mistura de atração, amor e medo por Garoto-não-humano-fantástico. Eles ficam juntos. A turma não-humana-fantástica-malvada da mesma espécie do Garoto-não-humano-fantástico quer matar a Garota-normal. Eles lutam. A garota-normal e o não-humano-fantástico triunfam e ficam juntos podendo desfrutar de todo o amor que lhes foi concedido. kkkkkkk basicamente isso. Esse novo estilo de livro ao mesmo tempo que fascina alguns, inflama ódio em outros... Infelizmente, aqueles que possuem um ódio mortal contra qualquer livro que lembre levemente o fenômeno ''Crepúsculo''. Talvez mais por conta do puro preconceito do que pelo livro em si. Terminei o primeiro Sussurro e gostei bastante da história. Becca Fitzpatrick trouxe anjos que um tema que adoro muito seja em literatura, série ou filmes, como também um protagonista lindo sedutor e debochado. Fim de papo. Desafio você a não se apaixonar pelo jeito bad boy dele!

Mas agora olhando por um ponto de vista mais critico, a questão de romance na qual seria o ponto chave da série não me convenceu de modo algum. Um tanto meloso, mas com exceção das partes quente, até que foram um pouco interessante – hehehe. Os personagens são bons, e a história tem lá seus momentos de suspense. O Patch tem um Q de Bad-Boy estilo Damon Salvatore, o que encanta a maioria das leitoras femininas. Hush, Hush tem uma narrativa rápida, mas infelizmente em certos pontos um pouco entediante e decepcionante (eu realmente esperava uma guerra). A autora deixa de explicar e explorar vários fatos sobre os anjos decaídos e nefilins, o que seria um ponto muito forte na leitura se ela tivesse explorado mais esses temas. Talvez esses buracos sejam tapados na continuação dos próximos livros. Um ponto positivo é que o livro não fica em circulo descrevendo os tamanhos das nuvens que estão no céu, o que eu acho muito chato nas leituras. Apesar da comparação com Crepúsculo, eu achei essa bem melhor, já que a Nora não é tão boba como a Bella e o Patch não é tão entediante como o Edward. Ele tem um passado obscuro, não é nada inofensivo e você provavelmente não o apresentaria para sua mãe. E tentar descobrir seu passado é o mais legal durante toda leitura. Ou seja, os personagens da Becca acabou abrindo um novo leque de tipo de personagem, quando já estávamos de saco cheio dos mocinhos altruístas. O enredo do livro não traz muitos personagens. Além de Nora temos, patch e Vee (sua melhor amiga), e o Elliot Saunders. Tem também o Jules/Chauncey, Langeais, Dabria/ Srta Greene, Rixon e Marcie Millar.

A série Sussurro é um romance com características mitológicas. Se você não gosta deste gênero, este livro não será do seu agrado. Mas o bom é que dar pra ler bem rapidinho, pois o livro é curto. E com o pouco de mistério e suspense que tem no meio da trama você nem percebe que já chegou ao fim. O desfecho do mistério não me surpreendeu muito apesar de ter achado a história no geral muito boa. O livro é a estreia da autora e percebemos que ela tem talento. Espero que ele seja mais ousada nos próximos livros da saga e aborde mais o tema pelo qual foi o motivo da minha leitura -anjos. E apesar dos detalhes que não gostei na história, no geral, o livro é bom, você quer terminar logo para saber o final, enquanto há ao mesmo tempo quer prolongar a leitura o máximo possível. Já li algumas resenhas dos outros livros da saga e parece que eles estão melhores, então aposto que no decorrer das próximas leituras eu vou me apegar melhor a Nora e Patch. Resumindo, eu ainda estou em cima do muro, preciso terminar de ler os próximos livros para dizer se de fato gostei ou não da história. Mas não deixe de ler o livro por causa dos contras que eu citei ai em cima, afinal, todo tem gostos diferentes, e eu sei que tem muita gente que adora a saga talvez você acabe gostando bem mais do que eu. Há, também saiu uns boatos que livro teria adaptação cinematográfica. A escritora firmou em 2012 que sim, haveria um filme, mais em 2014 foi cancelado a adaptação, depois começaram a aparecer novos boatos que teria filme sim, mas não se sabe se ainda vai ter filme ou não. Qualquer novidade, eu corro aqui no blog pra contar pra vocês. Espero que tenham gostado da resenha, deixem ai nos comentários a opinião de vocês, beleza? Beijinho e beijões. 

"O problema que no mesmo tempo que Patch apareceu em sua vida, um monte de acontecimentos estranhos começou a surgir, perseguições e até mesmo uma morte.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...