É tanta coisa na cabeça que de vez em quando a gente se pergunta: é isso mesmo que quero? Afinal, quem sou eu? O que estou fazendo da minha vida? Estou dando atenção para as coisas certas? Estou gastando energia no que realmente importa? Estou dando a devida atenção para quem gosta de mim? A gente fica nesse mar de perguntas e nada até encontrar uma resposta.

14.7.16

Os 7 CDs que estou viciada


Oi amores. Eu amo música o que não é muita novidade né?! Mas eu nunca fui de para pra escutar um álbum completo, eu sempre ouvia uma musica aqui, outra ali sem compromisso. Mas esse mês eu parei pra escutar alguns álbuns que me indicaram, tipo escutar tudo mesmo, no meio de todos que eu parei pra ouvir eu separei os meus preferidos, os queridinho, mega viciantes que eu amei, e não paro nunca de escutar. Separei os 6 mais legais, que com certeza vocês conhecem um ou dois its de cada CD que viralizou geral na internet, e podem apostar no resto do disco que com certeza vale apena. Espero que gostem. E para a playlist de hoje tem Ariana, Shawn, Demi, Taylor, Halsey, Rachel e Alessia. A lista está por minha ordem de preferência.

Halsey: Badlands

Halsey é o nome artístico de Ashley Nicolette Frangipane. A garota tem 21 anos e nasceu em Nova Jersey. A moça lançou, em 2014, o ep Room 93, que preparou terreno para o incrível Badlands. Um fato fobre a cantora é que ainda na adolescência foi diagnosticada com transtorno bipolar. Halsey chamou a atenção primeiro no Soundcloud, com uma versão prévia de “Ghost”. Depois, com seus cabelos azuis. ainda na adolescência foi diagnosticada com transtorno bipolar. Badlands é um álbum conceitual, ou seja, ele tem uma atmosfera própria e sólida. O CD fala sobre uma terra distópica chamada Badlands, que é uma metáfora para a mente de Halsey. Quando eu ouvi New Americana, da Halsey, algo me disse que esta mulher merecia um pouco mais de atenção. Com seu álbum de estreia “Badlands”, lançado dia 28 de agosto, a cantora começa seu caminho no mundo musical. Badlands é um álbum em que Halsey utiliza-se da música para combater a depressão. E o que é melhor contra depressão do que uma boa batida eletrônica new age? 
Demi Lovato: Confident
Todo mundo já conhece a Demetria, então sem apresentações. Confident, o mais novo álbum lançado hoje, dois anos após Demi (2013), nos garante que aquela garotinha acostumada a cantar pop/rock adolescente e baladinhas depressivas como Skyscraper Warrior morreu e deu lugar a uma versão mais divertida e selvagem. Eu sei que ouve muitas criticas me relação a esse trabalho, mas eu gostei. Confident é contundente e algo que não esperávamos ouvir da ex estrela teen, tão cedo. No álbum ela é quem dita as regras do seu próprio jogo, e não dá mais a mínima se subestimam seu talento ou se vão chamá-la de louca. Afinal, “o que há de errado em ser confiante?”.
Rachel Platten: Wildfire
Rachel é uma cantora americana de 34 anos, mais conhecida por seu atual hit “Fight Song”, que já atingiu o número #6 da parada da Billboard Hot 100 dos Estados Unidos. Inclusive esse foi a primeira musica que eu escultei dela lá no Spotify, e dai fui correndo atrás do álbum. Segundo a cantora, sua inspiração para“Fight Song” partiu de uma série de experiências que estavam machucando-a e que fizeram sentir-se como se talvez não tivesse uma chance dentro da indústria musical. Além disso, a música foi utilizada em séries como Pretty Little Liars e Supergirl e também em comerciais para TV da empresa automobilística Ford e até trilha sonora do filme "Milagre no Paraíso" com a Jennifer Garner. Rachel faz o pop já conhecido praticado por cantoras como Katy Perry, Taylor Swift e Kelly Clarkson. Não há ousadia ou inovação. A proposta do disco é trazer algo simples, popular e comum. E este é justamente o grande demérito do álbum. Composto por 12 canções, é um disco cheio de apostas seguras, tais como refrões pegajosos, letras acessíveis e uma sonoridade bem radio-friendly. Sua música tem tudo para atrair um público mais jovem, visto que oferece temas simples como amor e amizade. Todo o disco é preenchido por canções pop cativantes.
Shawn Mendes: Handwritten
Handwritten foi o primeiro álbum do cantor Shawn Mendes que era sensação do Vine. Handwritten” é um dos discos pop mais aguardados de 2015 e foi um dos grandes sucessos no Hemisfério Norte. Para quem não conhece, Shawn Mendes é um jovem canadense de 16 anos, de ascendência portuguesa, que cresceu em Toronto, no Canadá. Foram gravadas por Shawn Mendes versões de músicas de Leonard Cohen, Ed Sheeran, Tom Petty e Demi Lovato, todas elas disponíveis no YouTube. O álbum de estreia de um teen-boy, que tinha tudo para ser como os outros meninos pop da indústria atual, mas que mostrou que tem seu diferencial: sua conexão com o que canta. Apesar de jovem, o cantor se difere do restante dos teens por ser mais maduro, mais consciente e provar logo em seu debut ser muito mais do que apenas um rosto querido pelas garotas. Shawn idealizou e compôs as músicas do disco, que apresentam temas comuns à idade, como corações partidos, saudade e promessas de amor. Com melodia fortemente influenciada por Ed Sheeran, de quem o cantor é fã declarado, o artista mostra quem é em sua atual fase. 2015 foi o ano das descobretas né, vários cantores marcaram presença como: Tori Kelly, Fetty Wap, Fifth Harmony, The Weeknd, Halsey, e muitos outros...
Alessia Cara: Know It All
Viu? Eu não disse que 2015 foi um ano cheio de revelações? Essa foi mais uma descoberta de 2015. Você ainda ouvirá muito sobre ela: Alessia Cara. Não é sempre que um artista consegue tirar um hit logo no seu material de estreia, e a canadense de 19 anos fez com o EP “Pink Four Walls”, de onde extraiu a canção “Here”, e daí em diante as coisas só foram melhorando. O estilo dela lembra muito um versão jovem da Lily Allen e Amy Winehouse, tanto pelas duas serem prováveis influências para as músicas de Alessia. Ela tem um canal no youtube onde posta covers de músicas. Sempre postava vídeos, porém nunca tinha muitas visualizações e fazia mais pra família e amigos. Mas um dia isso mudou! O seu cover de “Sweater Weather” da banda “The Neighbourhood”chamou atenção e lhe rendeu um contrato com a gravadora Def Jam, que já gravou artistas como Jay-Z, Justin Bieber e Rihanna. Alessia Cara é a voz que faltou nos jovens dos anos 90. O que era lançado no papel com teor opinativo e no formato poema se tornou música que qualquer jovem pode se identificar sem a menor dificuldade. Essa transição deu a Alessia um pouco mais de confiança para lidar com os empecilhos escolares, principalmente por acreditar que não era boa em mais nada. Por não ser a garota popular, ela se sentia como se não tivesse uma assinatura própria, uma que a separasse das outras pessoas. A sonoridade do álbum é bem pop e R&B. É um álbum de uma adolescente, sobre adolescência, mas não necessariamente para adolescentes. Alessia não é o tipo clichê de adolescente!
Ariana Grande: Dangerous Woman
Ariana Grande causou burburinho desde seu primeiro álbum e conseguiu fortalecer seu nome logo no segundo trabalho. Em Dangerous Woman, seu terceiro registro, a garota se firma como mulher e busca ares novos. Ariana Grande, é uma jovem cantora do Pop, que começou a carreira bem jovem, ficando mais conhecida quando participou da série de TV Victorious, da Nickelodeon, interpretando Cat Valentine, uma personagem bem amada pelo público que assistia a série, pelo jeito bobo de ser. Ariana Grande pode já ter sido comparada com Mariah Carey, entretanto, não dá para negar que ela é muito talentosa.  A capa desse seu novo álbum segue o padrão de seus álbuns anteriores, com um pegada retrô em preto e branco. O álbum contém 15 faixas, sendo elas sobre términos de relacionamentos e paixão.  Esse álbum, apesar de não focar em um único gênero, lançou bases para Grande crescer como artista. Agora, com 23 anos, ela é uma mulher madura e, como o título sugere, também perigosa. Após a ligeira falha de promoção com “Focus”, Grande trouxe um álbum que substitui sua inocente imagem por algo mais sensual e confiante. A maioria das canções trazem muita sensualidade. Diferente dos álbuns anteriores, Dangerous Woman divulga o lado sensual e maduro de Ariana. O estilo das músicas também mudaram, cada faixa segue um estilo diferente, deixando o álbum bem eclético.
Taylor Swift: 1989
Taylor Swift é uma das artistas mais versáteis que temos na indústria musical e isso não podemos negar. Para quem pensou que depois de RED a cantora iria continuar fazendo seu ~~countryzinho~~, ficou bastante surpreso quando Shake It Off veio a tona. 1989” é o quinto álbum de estúdio de Taylor Swift, lançado dia 27 de outubro de 2014, através da gravadora Big Machine. No 1989 Taylor fez o que disse que faria, um pop divertido, descontraído e que é a sua cara. As músicas são uma mistura gostosa que, em alguns momentos, nos remetem aos anos 80. Esse álbum não é uma virada de 180º na carreira da loira, porque afinal essa transição do country para o pop foi acontecendo naturalmente a cada álbum lançado. Mas com certeza o 1989 é um belo destaque na discografia da Taylor Swift. é um disco sobre a ansiedade e a liberdade de se ter um quarto de século como idade, e é melhor entendido por aqueles que estão vivendo seus próprios vinte e poucos anos. Para uma artista que começou sua carreira em Nashville e sempre fez música country, a notícia de que ela estaria em ruptura com o seu público-alvo pode ter sido chocante. Mas ela provou que foi uma decisão corajosa, pois o “1989” é um material que marca uma boa transição na sua vida e carreira, um álbum que mostra um crescimento musical em linha reta. Sua vida pessoal costuma ser confusa, suas aspirações românticas muito tradicionais e sua alegria facilmente comparada com líderes de torcida. E, independentemente, de seus erros e acertos, o “1989” é um disco pop fabuloso .Não é, como Red, um disco sobre um ou dois relacionamentos, mas tenta abarcar muito, muito mais. Mais pessoas, sim (como Harry Styles e até Katy Perry na fraquinha Bad Blood), mas especialmente mais vidas e momentos.

10 comentários:

  1. Nossa vem aqui me da uma abraço! hahahahahaha mais uma que também é viciada em Shawn Mendes, AMO ele demais! E também amo esse CD da Taylor.. A Rachel eu não conheço, vou pesquisar

    Te convido pra visitar o meu blog:
    Blog: http://dentrodamochila.blogspot.com.br/
    Página do Facebook: https://www.facebook.com/dentrodamochila

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sinta-se abraçada... Sim, sim, eu adoro o Shawn Mendes, tipo, apesar dele ser novinho, as letras das musicas dele são profundas sabe, tipo, uma versão bem mais madura do Bieber, kkkkk. Bonito e talentoso, querer o que mais né? Eu não curtia muito a Taylor mais esse novo estilo super pop dela tá um amor. E quanto a Rachel, você vai adorar, ela tem uma voz incrível e as musicas são TODAS lindas.
      Fico feliz em saber que gostou. Obrigado linda.

      Excluir
  2. Eu não sou viciada em CDs, mas esse da Demi é muito bom.

    Blog Marcy Moraes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sim, acho que foi uma mudança grande do antigo estilo dela.

      Excluir
  3. Gostei das tuas escolhas
    Beijinhos
    CantinhoDaSofia
    Facebook
    Tem post novo todos os dias

    ResponderExcluir
  4. Que blog lindo MEU DEUS!!! Eu AMEI seu layout retro, é perfect!! ❤ #apaixonada
    Nossa toca ai Andrielly hahaha Amo Demi, e também sou viciada em Confident!
    Agora minha nova cantora favorita no momento é a Alessia Cara, ela canta muito, a voz dela é demais!!
    Também gosto muito de Taylor, Ariana Grande, nosso gosto musical é bem parecido hahaha

    Beijo da Kaa😘
    • Senhorita Inspiradora
    Obs: Já respondi seu comentário e simplesmente AMEI, já agradeci lá mas digo aqui também rs muito obrigada pela carinho mesmo linda!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haaaa, que F-O-F-A! Fico muito feliz que tenha gostado não só do pôster mais do blog também. Muito Obrigada Linda. Eu também ADORO seu blog o conteúdo é incrível acredite já ganhou uma fã. Parabéns.
      E novamente Obrigado <3 Volte Sempre!

      Excluir
  5. Layout tão retro já AMEY!

    Olha da sua lista eu estou amando Confident e 1989 e olha que não sou fã nem da Demi nem da Taylor, mas as duas arrasaram nesses cds!


    Blog Teens Forever


    Responda a pesquisa de público 2015/2016

    Fã Page | Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, principalmente a Taylor né, foi uma mudança e tanto do country pro pop, eu gostei do resultado.

      Excluir

Vai postar um comentário? Ebaaaaa.
Espero que tenha gostado dos conteúdos do GLP, prometo que retribuirei seu comentário logo me breve, é só deixar o link do seu blog, e assim que possível, farei um visitinha. Prometo. Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...