É tanta coisa na cabeça que de vez em quando a gente se pergunta: é isso mesmo que quero? Afinal, quem sou eu? O que estou fazendo da minha vida? Estou dando atenção para as coisas certas? Estou gastando energia no que realmente importa? Estou dando a devida atenção para quem gosta de mim? A gente fica nesse mar de perguntas e nada até encontrar uma resposta.

1.6.16

7 Últimas Séries que Assistir

Olá pessoal. Eu comecei a assistir Once Upon A Time a alguns dias. Eu conheci a série através da Camila Mabeloop, ela tem um vídeo bem antigo no canal sobre filmes e ela acaba citando essa série eu fiquei muito interessada por ser de contos de fadas e ter a Anna de Frozen, achei maneiro o fato de ter todos os personagens que conhecemos dos clássicos na vida real. E depois de adiantar umas séries que eu pretendia assistir, como Prison Break e Under the Domo, eu comecei a assistir Once Upon A time. Eu achei ela uma série muito boa, um pouquinho lenta no inicío, mais ai você vai se acostumando. Então separei ela e outras series que eu tenho assistido ultimamente, espero que gostem das dicas.
Once Upon A Time:  “Once Upon a Time” (ou “Era Uma Vez”, em português) é um seriado americano baseado em contos-de-fada. Porém, ao contrário do que a temática sugere, seu público-alvo não são as crianças, e sim os jovens. É uma releitura mais dramática e tensa dos contos-de-fada, em que a época atual da história se passa no “mundo real”. Once Upon a Time tem mais personagens que a população da Índia, hahaha afinal, incorpora quase todas as histórias infantis que conhecemos. Até agora, só não vi os três porquinhos porque eles provavelmente viraram Bacon. kkkkkkk Até agora, não teve um final decepcionante. Não pra mim. Mas lembrem-se, queridos, um personagem quase nunca morre de verdade, a não ser que você o ame. Aí ele morre e nunca mais volta. Nível Game of Thrones de ser. Além disso, Once Upon a Time é a série com o maior número de ships do mundo! Se você é que nem eu e não se aguenta em ver um casal respirar no mesmo continente, pode se preparar. Emma e Regina, Branca de Neve e Regina, Regina e Encantado, Encantado e todo o elenco masculino da série… Impossível não shippar tudo isso. Vai se preparando. 
A série conta a história de Emma Swan (Jennifer Morrison), uma solitária caçadora de recompensas que foi abandonada quando recém-nascida. Até que, no seu 28º aniversário, Emma é abordada por um menino de dez anos que se identifica como seu filho, Henry (Jared S. Gilmore), a quem a mesma deu para adoção ainda bebê. Não querendo um relacionamento com ele, Emma concorda em levá-lo de volta para sua casa, em um pequena cidade chamada Storybrooke, uma pequena cidade no Maine. O que ela não sabe, porém, é que foi a Rainha Má (Lana Parrilla) quem enviou todas as pessoas do mundo encantado para tal lugar, após lançar uma poderosa maldição em todo o Reino Encantado para obter sua vingança, fazendo com que todos os habitantes esquecessem quem realmente são, e começassem a viver novas vidas, com novas identidades e histórias. Porém nem tudo está perdido. Antes da maldição se abater nos habitantes de tal reino, Branca de Neve (Ginnifer Goodwin) e o Príncipe Encantado (Josh Dallas) conseguem salvar a própria filha, que está destinada a ajudá-los quando completar 28 anos, segundo uma profecia. E foi assim que Emma chegou ao nosso mundo, sempre se perguntando o porque de ter sido abandonada pelos pais enquanto crescia. E Henry é o responsável por levá-la à cidade, contando sobre a maldição e fazendo-a ficar por lá por alguns dias. Por mais que não acredite nas palavras do filho, ela vê que aquele é um local nada comum; um lugar onde a mágica foi esquecida, mas ainda existe; onde personagens de contos de fadas estão vivos, sem se lembrar de quem são de verdade ou de onde vieram. Agora cabe a Emma aceitar o seu destino e lutar pela sobrevivência dos dois mundos. Aos poucos, Emma acaba começando uma batalha interna em Storybrooke contra a Prefeita Regina Mills (Lana Parrilla) (que, apesar de Emma não saber, é a Rainha Má), algo que começa a atrair aliados e inimigos para seu lado - incluindo o misterioso Mr. Gold (Robert Carlyle), um ser profundo e ambicioso que parece estar lutando apenas por si próprio. Em cada episódio uma história de conto de fada é narrada em flashbacks, e personagens conhecidos.
Once Upon a Time Wonderland: É um Spin-off de Once Upon a Time, baseado apenas em Alice no país das maravilhas. É basicamente uma continuação pra as aventuras que conhecemos da loirinha que cai na toca do coelho. Ela gira em torno do conto de fadas mundialmente conhecido do escritor Lewis CarrollAlice no País das Maravilhas narrando as clássicas aventuras de uma garota chamada Alice, em um mundo fantástico, denominado País das Maravilhas. Com o mesmo toque diferente das outras adaptações e no mesmo universo de Once Upon a Time. Na atual Maravilhas, com flashbacks da pré-maldição do lugar. 
Apos as aventuras que Alice viveu no País da Maravilhas, ela se apaixonou por um gênio e durante uma fuga da rainha vermelha ela acaba se separando do seu amor. Volta pra casa (Inglaterra) fica internada em um hospício e começa a desacreditar no mundo encantado do País das Maravilhas. Até que o Coelho Falante e o Valete de Copas vai atrás de Alice, pra faze-la acreditar e para salvar o gênio, que foi capturado pela Rainha Vermelha e por um feiticeiro chamado Jafá, que deseja ter o poder das três lâmpadas para mudar as leis da magia e se tornar o feiticeiro mais poderoso. Bom, é basicamente isso a história. Eu adorei a serie, e super fofa e infelizmente não terá uma continuação devido os baixos índices de audiência, mais a história foi bem concluída já que todos encontram o final feliz na conclusão da sua primeira "e única" temporada. Na cidade tipica vitoriana de Londres, uma jovem e bela garota chamada Alice Kingsleigh conta um conto de uma terra nova e estranha que existe do outro lado de um buraco de coelho. Um gato invisível, uma lagarta que fuma, e cartas que falam são apenas algumas das coisas fantásticas que ela viu durante esta aventura impossível. Acreditando que Alice está insana, os médicos pretendem curá-la com um tratamento, presumivelmente, uma lobotomia que vai fazê-la esquecer tudo. Alice parece pronta para colocar tudo isso para trás, especialmente a memória dolorosa do gênio Cyrus, com quem ela se apaixonou antes de perdê-lo para sempre. Mas, no fundo, ela sabe que este mundo é real. Só em cima da hora, o Valete de Copas e o irreprimível Coelho Branco foram salvá-la de um destino condenado. Agora Alice está determinada a encontrar Cyrus enquanto luta contra a maldade de Jafar e da Rainha Vermelha, e ao mesmo tempo lida com os outros perigos do País das Maravilhas, incluindo a infame Jaguadarte.

Lost: Confesso foi uma das melhores séries de aventura que já assisti, ela que traz teorias entre a ciência e religião super interessantes e surpreendente. Eu sei que muita gente não curtiu o desfecho da série (dizendo ela tem muito mistério), mas eu adorei. Eu já falei aqui que tinha parado de assistir PLL justamente por causa dos mistérios excessivo da série, o diferencial de Lost é que não se passa em uma cidade comum, com pessoas comum. Mas em uma ilha misteriosa com pessoas que não possuem nem um vinculo, e isso que é legal, no desenrolar da série a gente vai conhecendo a ilha junto com eles e conhecendo o passado de cada um, quem é bom, quem é mal. Lost é tão incrível que foi uma premiada série de televisão estadunidense de drama e ficção científica que seguiu a vida dos sobreviventes de um acidente aéreo numa misteriosa ilha tropical, após o avião que viajava de Sydney, cair em algum lugar do Oceano Pacífico. Sucesso de crítica e público, a série teve uma média de 15,5 milhões de espectadores por episódio durante todo o seu primeiro ano de exibição, garantindo vários prêmios da indústria audiovisual, incluindo o Award Emmy para Melhor Série televisiva na categoria drama em 2005,melhor série americana importadambém está na Academia Britânica de Prêmios Televisivos também em 2005 e o Golden Globe Award para Melhor Série (drama) em 2006. Então com certeza você vai querer parar pra assistir. Há, e tem mais uma novidade ótima. O Ian Somehalder (O Damon de The Vampires Diaires) também está na série.

Fear The Walking Dead: É uma daquela séries que não indico. Ela é um spin-off de The Walking Dead, uma série de televisão dramática e pré-apocalíptica norte-americana, que se passa no mesmo universo de The Walking Deadlançada no dia 23 de agosto, série de televisão baseada na série de histórias em quadrinhos de mesmo nome por Robert Kirkman, Tony Moore e Charlie Adlard. A série exibe o início do apocalipse zumbi, com outros personagens, na cidade de Los AngelesRobert Kirkman é o produtor executivo, juntamente com Gale Anne HurdGreg Nicotero, e David Alpert, ambos da série original, além de contar com Adam Davidson como diretor. A série só tem apenas 6 episódios. Ela definitivamente não explica nada sobre o vírus, apenas a loucura na cidade as pessoas se transformando e só. E eu fiquei muito decepcionada justamente por causa disso. Apesar dela se passar em uma cidade diferente da série original, eu esperava algo mais explicativo em relação ao vírus e como tudo aconteceu. Desde The Walking Dead o vírus surgiu do nada e as pessoas já se transformavam em zumbis também do nada, depois foi que descobriram que todos haviam sido infectados, a morte era o que causava a transformação. O que nessa série eles abordam isso logo de cara. Mais o chato é que a serie foca apenas em 3 família que está tentando fugir da cidade e não no acontecimento em geral. Com essa foram 3 spin-off que eu já assistir de séries e a unica que mais funcionou foi, The Original, (spin-off de The Vampires Diaires) ela foi excepcional. A outra foi o spin-off de Once Upon A Time. Esse Fear TWD é fraca, é como assistir TWD só que com atores ruins, é uma história completamente desnecessária que não faz jus a original de forma alguma. Mesmo após ter se tornado a maior estreia da história da televisão paga nos Estados Unidos, o primeiro episódio da série não é tão impactante quanto foi o da série original, e eu acho que eles deviam se aprofundar nos personagens secundários, e nas relações entre eles e os personagens principais talvez isso melhorasse em muito aspectos. E também mostrar mais sobre o "Vírus", porque até agora eu não sei como surgiu ou como se espalhou. Quem sabe a segunda temporada seja melhorzinha. Mais fica a dica ai, The Walking Dead é uma série excepcionalmente incrível, que vale super apena assistir. Já esse Fear, eu não gostei muito.

How to Get Away With Murder: Se você está procurando uma série boa pra assistir no fim de semana e se viciar, com certeza How to Get Away With Murder é o que você quer. Okay, eu sei que o nome é complicado até de se escrever, mas acredite vale apena o esforço, hehehehe. Uma amiga me indicou a série, e eu admito que fiquei até um pouco desanimada pra ver, porque é sobre alunos de advocacia. Mas quanto eu comecei, foi meio que amor a primeira vista. A série é incrível os personagens são incríveis, e dar vontade de você virar advogado na hora, hahahaha. Annalise Keating é uma professora brilhante, carismática e sedutora, que ensina uma classe chamada How to Get Away With Murder. Inesperadamente, ela e seus alunos acabam tendo que aplicar o conhecimento prático do curso, quando eles se veem envolvidos num caso de assassinato que não apenas abala toda a universidade, mas também muda o curso da vida de cada um. Durante os episódios eles dão pistas suficientes para que o espectador crie suas teorias e se mantenha interessado, mas mantém o segredo bem guardado até o fim da temporada, que a proposito é surpreendente. A série é cheia de suspense e muito diálogos complicados no tribunal. Ela só tem 16 episódios na primeira temporada, e a cada episodio é um caso diferente que essa equipe resolve, mas toda a trama rola em torno de um assassinato no campus que acaba interligando Annalise, a advogada mais FODA que eu já vi, e seus alunos. Mas a série foge da armadilha dos “caso do dia” que, mesmo presentes em boa parte dos episódios, não deram a sensação, em nenhum momento, de que estávamos assistindo a um filler. A série tá longe de ser cansativa, e sem graça. Existe um bom equilíbrio entre o suspense e os dramas pessoais, e nesse ponto, Viola Davis dá um show de atuação. O elenco é composto por atores fantásticos (incluindo o antigo ator de Harry Potter, Alfred Enoch), sendo três dos protagonistas negros e uma mexicana. Ao retratar personagens homossexuais tridimensionais e constantemente abordando assuntos considerados “polêmicos” como estupro e racismo, de um ponto de vista responsável e livre de tabus. Shonda Rhimes é produtora de outras séries de sucesso como Scandal (2012) e Grey’s Anatomy (2005)) para a ABC, How to Get Away with Murder (2014). Todas séries de grande sucesso. "How to get away with murder não é somente um seriado jurídico, é também um thriller psicológico alucinante que mostra o quão rápido o nosso futuro pode ser alterado por uma única decisão".

Under the Dome: É uma série americana desenvolvida por Brian K. Vaughan e transmitida no Brasil pela TNT e Rede Globo. O seriado estreou em junho de 2013 e atualmente conta com três temporadas. No inicio eu meio que fiquei quase dormindo, ela é bem paradinha, mais já na metade da temporada, começa a acontecer uns lance, e é ai que a série começa a ficar interessante. Uma coisa muito legal da série é que o protagonista Mike Vogel se parece muito com o stephen amell "Oliver Queen" de Arrow, e isso me deixou muito animada, Hahahahah (Oliver é um tremendo gato). Além de lindo Mike, tem outros atores bons da série, o fofo do Colin Ford (aquele que faz Sam Winchester criança em Supernatural), Alexander Koch (que uma hora eu torço pra ele morrer, outra hora eu fico com pena dele, ainda não sei se ele é mocinho ou vilão, mais ele lindinho). E tem também a Britt Robertson ( a protagonista do filme Tomorrowland, e Girlfriend de Dylan O'brien), ela é minha personagem favorita da série, problemática, atrapalhada e divertida, adoro ela.
A história se passa na cidade de Chester's Mill onde foi isolada do resto do mundo por uma redoma gigantesca e intransponível, ninguém sabe como isso aconteceu, nem mesmo o exército dos Estados Unidos conseguiu destruí-la com seus mísseis e bombas. O povo da cidade passa a ser governado por seu segundo vereador Big Jim Rennie, que fará de tudo para manter-se no poder. As pessoas da cidade de Mill apavoradas com o acontecido, só tem que esperar que tudo acabe logo. Mas, é inacreditável como o desespero toma o controle da mente dos moradores dessa pequena cidade e em poucos dias, tudo se torna o caos. Acaba-se a esperança, a loucura assume o controle da mente e todos são pequenas peças nas mãos de quem começou tudo isso. 
A primeira parte da série ficou mais focada nos personagens, seus envolvimentos, segredos e relações quando estão todos presos e se veem obrigados a interagir de forma intensa. Na segunda metade, a redoma que tinha sido apenas plano de fundo até então, ganhou destaque e coisas sobrenaturais e inexplicáveis que começaram a ocorrer. Pra quem não sabe a série foi à adaptada do livro com o mesmo nome. Under the Dome, que é um livro grande, desajeitado e pesado de Stephen King, mas ela é bem diferente do livro. Claro que algumas coisas permanecem, mas os personagens, por exemplo, são diferentes com poucas semelhanças nos detalhes. A produção conta com Steven Spielberg e o próprio Stephen King como produtores executivos, e o elenco é muito bom também. E o mesmo sentimento de desespero toma conta do telespectador também. A série é boa, e é um boa aposta se você tá procurando alguma coisa com suspense, e tranquila pra assistir com a amiga medrosa ou com seus pais. É uma série tranquila, mas que mantém um bom mistério que vai te prender até o final. Eu super indico a série. Ela é cheia de mistérios, mais eventos sobrenaturais dentro do Domo, e, fora do Domo. Confrontos quase bíblicos, o madurecimento, transformação e reconhecimento dos personagens, e a vinda de outros personagens durante as temporadas. É incrível a mudança de uma temporada para outra, o modo como os personagens vão alterando suas opiniões e atitudes. Eu não poderia está mais satisfeita com a direção que o roteiro está se destinando. Foram dois episódios de pura ação, surpresa e tensão de tirar o fôlego, dignos de uma adaptação da obra Stephen King. Uma série perfeita para os fãs de ficção científica, e eu super-recomendo. Talvez a primeira temporada não seja tão como mais vale a pena dar uma chance pra série. Bom, pelo menos eu adorei. Infelizmente a série só tem 3 temporadas.

Prison Break: Eu já tinha falado que Prison Break e Breaking Bad era uma das séries que eu queria muito assistir. Eu tenho tentando ao máximo me atualizar de séries novas, e como essa é uma série mais antiga eu acabei deixando pra trás. Mas parei uns dias pra assistir, porque fiquei curiosa com a aparição dos irmãos em Flash. Pra quem ainda não assistiu, os dois irmãos de Prisão Break participaram de alguns episódios no Spin-off de Arrow, "Flash". Eu eu amei a série. Prison Break é uma série de TV americana que foi transmitida pela Fox de 2005 a 2009, contando com 4 temporadas e um longa-metragem, que eu já quero assistir. A série gira em torno de Michael Scofield que se vê desesperado após seu irmão, Lincoln Burrows, que, acusado de matar o irmão da vice-presidente dos EUA, é condenado à cadeira elétrica. Michael assalta um banco para ser preso e levado para a mesma prisão onde seu irmão está. Uma vez lá dentro, Michael — um engenheiro civil com as plantas da prisão — começa a executar um elaborado plano para libertar Lincoln e provar a inocência dele. A série é incrível, Michael é super lindo e mega inteligente. Ele tem aquele ar de Bad Boy bonzinho. Ha... Quem também estar na série é a Sarah Wayne, aquele fez a esposa que Rick em The Walking Dead. Eu amei desde a primeira temporada e já fiquei viciada. O cara é o gênio, ele estuda cada detalhe pra fuga da prisão e ainda tatua a planta da prisão no corpo todo. É muito Top. Tô ansiosa pra terminar as próximas temporadas.

5 comentários:

  1. Adorei mas de todas só assisti uma a ultima e viciei
    Beijinhos
    CantinhoDaSofia
    Facebook
    Tem post novo

    ResponderExcluir
  2. Oi, Adrielly!
    Eu tenho de assistir Prison Break por conta da nova temporada.
    HTGAWM ♥♥♥
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já terminei a série, apesar de não ter gostado muito do final, mais ela é muito boa, Michael é incrível e lindo é claro, hehehe.

      Excluir
  3. Once upon a time eu assisto desde que ela foi lançada e tenho um amor imenso por essa série ♥
    Já Lost é uma série que nunca tive interesse em assistir e eu não sei bem o porque '-' . The walking dead ja foi uma das minhas séries favoritas mas eu dei um tempo nela na 4 temporada , então nem cogitei a ideia de assistir Fear ..
    How to get away with a murder é minha nova queridinha . Essa série me segurou na frente da tv do primeito episodio ate o ultimo sem piscar. Ela é Incrivel! Prision Break eu prentendo mataronar novamente para me preparar para nova temporada <3
    Amei teu post guria ! Te indiquei para responder uma Tag lá no cantinho <3
    Beijo
    Blog: estacaonoventae7.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haaa, que bom que gostou do pôster. Eu acho que você não gosta de Lost, porque muita gente diz que ela não é uma série boa, é um pouco cansativa e o final não é lá essas coisas, mais eu adorei a trama toda. E quanto a The Walking Dead, você precisa realmente assistir, o final da 6ª temporada foi FODA, do tipo que deixou todo mundo contando os dias pra 7ª. E o Fear, eu não indico, coloquei na lista porque essas foram "todas" as ultimas séries que eu assistir, mais eu achei ela muito ruim. Tá longe de chegar aos pés de The Walking Dead. E o final de Prision Break não foi um dos melhores, mas a série é muito boa mesmo.

      Obrigado por me indicar, vou dar uma passadinha lá pra ver se eu já respondi ela aqui no blog, beleza! Beijos!

      Excluir

Vai postar um comentário? Ebaaaaa.
Espero que tenha gostado dos conteúdos do GLP, prometo que retribuirei seu comentário logo me breve, é só deixar o link do seu blog, e assim que possível, farei um visitinha. Prometo. Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...