É tanta coisa na cabeça que de vez em quando a gente se pergunta: é isso mesmo que quero? Afinal, quem sou eu? O que estou fazendo da minha vida? Estou dando atenção para as coisas certas? Estou gastando energia no que realmente importa? Estou dando a devida atenção para quem gosta de mim? A gente fica nesse mar de perguntas e nada até encontrar uma resposta.

10.5.16

Da próxima vez vai ser diferente

A melhor forma de se livrar de uma lembrança ruim, e pensar que nada acontece por acaso, e que de alguma forma a vida vai terminar de tecer essa linha, e no fim ela vai levar a algum lugar. Foi assim que superei as drogas que essa vida me jogou. Seria tão fácil se tudo fosse um mar de rosas. O único problema é que entre as rosas sempre tem espinhos, e se você não enfrenta-los cedo, quando se machucar com algum não saberá como lidar com aquilo. É por isso que relacionamentos na adolescência e decepções não são tão ruins quanto parece. Você pode passa a noite toda se lamento de ter que encarar os olhares dos seus amigos curiosos, e do boy que te deu um chute, no dia seguinte na escola. Mas quando você cresce vai ver que cada fora, cada com, cada decepção só te fizeram mais experiente. Mais forte para esse mundo mal. Então acostume-se, esse erro não será o seu último, é como um jogo, você vence uma fase, e uma nova começa, com novos desafios e uma nova vitória. Encontre uma ancora, algo bom que você possa se agarrar quando estiver se afundando, ou quando seu jogo estiver virando de ponta cabeça. Isso vai te manter estável, p tempo suficiente pra se recompor e seguir em frente. Esteja apto a se desapegar e aceitar um não como resposta. O seu mundo vai desmoronar, as pessoas vão te trair e você vai ficar toda ferida. E vais ser normal você querer sentar no chão gelado, encostar na parede, fechar os olhos, e deixar as lágrimas rolar na esperança deu tudo acabe quando o amanhã chegar. É normal se sentir perdida, a procura uma bússola no escuro, se uma brisa ai dentro dessa bolha de desespero. Mais enquanto estiver caída nesse chão gelado, entre nesse vácuo que ficou dentro de você, e comece a recuperar as partes boas. Você vai ver que a gora elas são bem mais importantes do que você imaginava. Vá preenchendo essas lacunas com os momentos bons. Com as pessoas que uma vez amava você, com os sorrisos bobo que você conseguiu arranca de alguém. Que aquela paisagem do fim da tarde que você conseguiu captar naquele momento que agora já estarão distante, ou com o simples jantar em família que fez você se sentir parte de algo especial. É normal que com toda essa angustia as memórias estejam já perdendo a forma, e quase reconhecíveis, mais você consegue. E cada vez que recupera-las vai perceber que um pedacinho seu voltou pro lugar. Até que suas lágrimas terão cessado e o motivo pra se levantar desse chão e enfrentar seja lá o que tenha te colocado ai, será maior que qualquer outra coisa. O problema é que o tempo todo ficamos inertes, perdidos na rotina, aconchegados no nosso conforto e entregues a uma auto piedade. Que quando recebemos o soco, ele acaba vindo forte demais, e além de nos colocar nos chão ele destrói completamente o nosso caráter e a nossa fé. A moral da história é simples, a vida é sua inimiga e ela sempre vai te dar muitas porradas, o que muda é como você vai reagir a cada uma delas. Você escolher se entregar, colocar a cabeça dentro de um balde de água fria e não levantar mais desse chão. Ou erguer a cabeça e provar para sociedade que você é capaz de reinventar. Que é capaz de sentar na sua mesa em frente da ela branca e reescrever toda sua história. Que é capaz de cair e ainda dar a mão para outra pessoa que também esteja caída. Mostre que cada erro te fizeram mais humana e mais forte a suporta-los quando a próxima fase do jogo começar. Mude o seu trajeto, seu foco, procure novas inspirações, novos desejos e novos nossos, que você vai perceber que de cada capitulo que você viver vai ter um montão de coisas boas que você vai levar pra vida toda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vai postar um comentário? Ebaaaaa.
Espero que tenha gostado dos conteúdos do GLP, prometo que retribuirei seu comentário logo me breve, é só deixar o link do seu blog, e assim que possível, farei um visitinha. Prometo. Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...