É tanta coisa na cabeça que de vez em quando a gente se pergunta: é isso mesmo que quero? Afinal, quem sou eu? O que estou fazendo da minha vida? Estou dando atenção para as coisas certas? Estou gastando energia no que realmente importa? Estou dando a devida atenção para quem gosta de mim? A gente fica nesse mar de perguntas e nada até encontrar uma resposta.

3.3.16

Resenha: A Seleção

[…] só existe você. Talvez eu não esteja procurando de verdade, talvez elas não sirvam para mim. Não importa. Só sei que quero você. E isso me assusta.
Uma série que ganhou um espaço especial no meu coração. Eu amo histórias de príncipes mas admito que logo nas primeiras páginas pensei "putz, não vou gostar desse livro", achei uma mistura de Jogos Vorazes com Cinderela/Diário da Princesa. Mas com o desenrolar da história a gente se apaixona por América e Cia... A ambientação no palácio, o cenário luxuoso, o reality show, a conquista do Maxon, a espontaneidade da America, eh um enredo bem envolvente que te deixa com gostinho de quero mais! E uns pedacinhos aqui e outro ali, América me lembra muito Sofia de do livro Perdida, da Carina Rissi. A Seleção é o primeiro livro – a trilogia completa já foi publicada no Brasil – e nos remete a um conto de fadas! Não, não é nenhum remake. Trata-se de um conto de fadas distópico. No primeiro livro da série "A Seleção" nos apresenta o futuro Estados Unidos, chamado de Illéa, monárquico e dominado pelo sistema de castas. A desigualdade social virou extrema. Os ricos são muito ricos e os pobres apenas sobrevivem. Para dar chances àqueles que nada têm, um representante de cada grupo social é escolhido para participar de um jogo. Um concurso chamado seleção onde, entre 35 jovens, será escolhida a futura princesa que se casará com o príncipe Maxon. É um romance fofo, e apaixonante.
Sinopse - Para trinta e cinco garotas, a Seleção é a chance de uma vida. Num futuro em que os Estados Unidos deram lugar ao Estado Americano da China e mais recentemente a Illéa, um país jovem com uma sociedade dividida em castas, a competição que reúne moças de dezesseis e vinte anos de todas as partes para decidir quem se casará com o príncipe é a oportunidade de escapar de uma realidade imposta a elas ainda no berço. É a chance de ser alçada de um mundo de possibilidades reduzidas para um mundo de vestidos deslumbrantes e joias valiosas. De morar em um palácio, conquistar o coração do belo príncipe Maxon e um dia ser a rainha. Para America Singer, no entanto, uma artista da casta Cinco, estar entre as Selecionadas é um pesadelo. Significa deixar para trás Aspen, o rapaz que realmente ama e que está uma casta abaixo dela. Significa abandonar sua família e seu lar para entrar em uma disputa ferrenha por uma coroa que ela não quer. E viver em um palácio sob a ameaça constante de ataques rebeldes. Então America conhece pessoalmente o príncipe. Bondoso, educado, engraçado e muito, muito charmoso, Maxon não é nada do que se poderia esperar. Eles formam uma aliança, e, aos poucos, America começa a refletir sobre tudo o que tinha planejado para si mesma e percebe que a vida com que sempre sonhou talvez não seja nada comparada ao futuro que ela nunca tinha ousado imaginar.
A protagonista da história, America, é um pouco explosiva. Com um gênio difícil, encara poucas e boas ao longo da história. Acontecimentos que vão contra a sua vontade e a fazem perder a cabeça. Eu gostei muito de dela. Há muito tempo não me identificava tanto com uma personagem principal. Ela mostra força, determinação, teimosia, lealdade e humildade sem igual. Eu fiquei simplesmente encantada com ela. Além disso, gostei do modo como ela mesma se vê e admite seus próprios defeitos, mesmo sendo uma moça linda, ela sabe que está longe de ser perfeita. America pertencia à parcela pobre da população, a moça sofre com os problemas cotidianos e atuais de quem vive em situação parecida. Uma garota da quinta casta que vive com a sua família de uma forma bem humilde. Eles são artistas que trabalham para as pessoas de maior casta e se apresentam em suas festas. A vida não é nada fácil para America, além de ter que lidar com a falta de comida e suprimentos para sua família, ela é apaixonada por Aspen, um rapaz da sexta casta. Por ser de uma casta inferior, o namoro de Aspen e America tem que ser escondido e eles já estavam vivendo essa situação por cerca de 2 anos. Até que America recebe a carta convidando-a para participar da Seleção. Toda história é narrada por America e sua percepção sobre a realeza é de que não passam de pessoas esnobes e sem noção, e o príncipe Maxon é o total oposto disso. Ele é fofo, inteligente e gentil. Existe uma áurea de príncipe encantado nele que é charmosa e ganha os leitores. É um livro leve, com personagens simples (com exceção das confusões amorosas da protagonista) e uma trama sem grandes emoções, mas é impossível não gostar da história. Cada um dos personagens principais tem uma personalidade tão cativante que eu acabei torcendo por todos e não sabia mais se ficava triste por um ou feliz pelo outro. Gostei bastante e a série ganhou muitos pontinhos a mais! Mas em sua maioria é um livro divertido, que me proporcionou boas risadas e me deixou com um sentimento de leveza, tranquilidade. É um faz de conta moderno, cheio de inveja, armações e triângulo amoroso. Um livro cheio de sentimentos, de descobertas, de despedidas e de lições. Indico a leitura do livro para aqueles que adoram romances, mas com um pano de fundo interessante. Mais que um reality showque envolve candidatas a princesa e um príncipe de tirar o fôlego, A Seleção nos apresenta uma história permeada de jogos políticos e que espero que seja mais explorado no segundo volume. E apesar de ser uma trilogia, existem mais alguns contos e livros a serem lançados, eu não poderia estar mais animada! No site da autora tem todas as informações.
E vai ai uma breve lista da ordem de leitura: A Seleção, A Elite, A Escolha, A Herdeira, A Coroa (que será lançado esse ano). E os contos são: O Príncipe, O Guarda e a Rainha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vai postar um comentário? Ebaaaaa.
Espero que tenha gostado dos conteúdos do GLP, prometo que retribuirei seu comentário logo me breve, é só deixar o link do seu blog, e assim que possível, farei um visitinha. Prometo. Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...