É tanta coisa na cabeça que de vez em quando a gente se pergunta: é isso mesmo que quero? Afinal, quem sou eu? O que estou fazendo da minha vida? Estou dando atenção para as coisas certas? Estou gastando energia no que realmente importa? Estou dando a devida atenção para quem gosta de mim? A gente fica nesse mar de perguntas e nada até encontrar uma resposta.

15.4.15

A nossa verdade


Somos uma bomba de emoções. A gente se preocupa o tempo todo, andamos de um lado para o outro procurando respostas e quando dizemos que não nos importamos é só porque queremos fugir, ou quem sabe fazer alguém se importar, as vezes dar uma de vitima ajuda. Nos procuramos essas resposta em todos lugares que conseguimos, mais poucos percebem que está bem na sua frente gritando pra ser encontrada e o máximo que fazemos é virar as costas e dizer, não isso que eu quero, eu quero a verdade. A nossa verdade. Nem todos estão prontos pra descobrir, por isso ignorá-las. Mais acontece que essa bolhinha de insatisfação só nos cega mais e mais. Agente se prende a um sorriso, conta segredos em troca de um abraço e faz amor perdidamente por causa de um beijo. Somos mesquinhos com nós o tempo todo, usar a plaquinha da pessoa boa não te faz ser bom, é simples apontar quem te machucou mais é complicado pedir perdão né. Tudo é tão difícil. Por isso que fechar os olhos e não acreditar mais que milagres ainda podem acontecer, tem sido a melhor forma de aceitar o fato que estamos errados o tempo todo. Quanto mais perto, mais cego ficamos, eu sei que a distancia trás mais coisas ruins do que boas, só que ela também proporciona uma visão melhor. Só assim agente pode realmente ver o que nos atingiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vai postar um comentário? Ebaaaaa.
Espero que tenha gostado dos conteúdos do GLP, prometo que retribuirei seu comentário logo me breve, é só deixar o link do seu blog, e assim que possível, farei um visitinha. Prometo. Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...