É tanta coisa na cabeça que de vez em quando a gente se pergunta: é isso mesmo que quero? Afinal, quem sou eu? O que estou fazendo da minha vida? Estou dando atenção para as coisas certas? Estou gastando energia no que realmente importa? Estou dando a devida atenção para quem gosta de mim? A gente fica nesse mar de perguntas e nada até encontrar uma resposta.

16.3.15

Rótulos e Opiniões Desnecessárias

Eu já pensei várias vezes em desistir, em jogar tudo pra lá e tentar ser o mais invisível que eu pudesse. É chato ter que viver ouvindo coisas negativas ao seu respeito. Eu já passei por isso eu juro, já teve dias que olha no espelho era um desafio e tanto, eu não sou do tipo que escuto e revido, não, sou mais daquelas que sofre calada e faz o possível para ninguém descobrir. As pessoas vivem o tempo todo te rotulando e te dando ordem, elas pensam que só porque falou com você uma ou duas vezes ou já viu sua foto nas redes sociais elas te conhecem. Mais se nem você se conhece por completo imagina outra pessoa? Agente está o tempo todo se surpreendendo com nós mesmos. Com coisas que achávamos que conseguiríamos mais desistimos no caminho, ou que não conseguiríamos mais fomos até o final. Estamos o tempo todo mudando de opinião, aquilo que ontem parecia ser o certo hoje é o errado, ou aquilo que era bonito hoje é feio. Nunca vamos saber ao certo quem somos de verdade, mais tem um bocado de gente por ai que acha que já te conhece o suficiente pra te julgar.
Eu já rotulei pessoas. Eu já julguei. Isso é inevitável, é o que costumamos chamar de primeiras impressões. É errado? Claro que não. Todos tem o direito de ter opinião a respeito de algo ou alguém, o errado é quando você abre a sua boca para falar essas opiniões que muitas vezes são irrelevantes e que no lugar de fazer aquela tal pessoa parar um pouco e pensar, isso só acaba colocando ela cada vez mais pra baixo. Sabe quando você se sente incomodada por algo, você simplesmente se distancia, não tenta criar um furacão dentro de um copinho. Agora que eu amadureci e comecei a entender um pouco como as pessoas pensam, eu vir que o maior problema não está naqueles que são apontados, mais sim naqueles que apontam. A parti do momento que alguém para pra te xingar e te rotular, isso quer dizer que ele(a) tem problemas, e por não conseguir viver com o fato que existe alguém feliz, ele(a) simplesmente quer também te colocar pra baixo. E você apenas ignora. Ninguém precisa mudar pra agradar ninguém. Se uma pessoa gosta de você ela aceitar até os seus defeitos e não tenta muda-los. Você não está errada. Você não é obrigada a fazer nada que não queira ou não se sinta bem. Seja feliz e viva a sua vida numa boa. Sempre coloque os seus sonhos e a sua felicidade e em primeiro lugar. E daí que seu gênero de filme preferido é terror mais você se fantasia de Rapunzel no dia das bruxas? Ou que você é apaixonada pelo EUA e Demi Lovato, mais não desgruda aquela musica de axé do seu I-Pad? Ou que você pratica artes maciais e no fim de semana faz balé? O que isso tem haver? Nada. Mais essas coisa te fazem feliz? Se a resposta for sim, pronto garota, não existe mais nada ou ninguém pra se preocupar. Quanto aos comentários e as criticas, você só ignora, porque não importa se você doou 3.000.000 pra um orfanato e salvou o mundo da destruição total, você vai descobrir que ainda vai existir alguém pra dizer que você fez algo errado. Não dar pra agradar todos o tempo todo. E quanto aquele lance de que é o mundo todo pra falar de você e só você pra falar do mundo, não entra nessa. Não perca seu precioso tempo com coisas fúteis que nunca vão te trazer coisas boas, fofoca só gera fofoca. Então viva a sua vida e pronto. Tenho certeza que durante esse percurso alguém, pelo menos uma pessoa que realmente te aceita sem fazer perguntas ou julgamentos, vai estar ao seu lado pra te dar uma força e te ajudar a prosseguir. Mais enquanto ela(e) não aparece, vai devagarzinho empurrando as pedrinhas para fora do seu caminho, que no final você vai ver que se valorizar e se aceitar, hoje é o que mais importá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vai postar um comentário? Ebaaaaa.
Espero que tenha gostado dos conteúdos do GLP, prometo que retribuirei seu comentário logo me breve, é só deixar o link do seu blog, e assim que possível, farei um visitinha. Prometo. Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...