É tanta coisa na cabeça que de vez em quando a gente se pergunta: é isso mesmo que quero? Afinal, quem sou eu? O que estou fazendo da minha vida? Estou dando atenção para as coisas certas? Estou gastando energia no que realmente importa? Estou dando a devida atenção para quem gosta de mim? A gente fica nesse mar de perguntas e nada até encontrar uma resposta.

6.12.14

A vida em um rascunho


Sabe o que mais me impressiona nos livros? É saber que temos a livre e espontânea impressão de que somos nós que estamos contando a história. Nos filmes - Por mais que eles sejam bom o suficiente pra prender minha tenção e entra pra lista dos meu preferidos - Eles são meramente artificiais. A história não pode ser imaginada de forma diferente. Os detalhes, as palavras ditas e as emoções expressas, são aquelas que o personagem transmite - muitas vezes sem sucesso. Já na leitura é diferente, você vive a história. Você não se ver apenas como uma mera telespectadora observando de longe o que se passa naquela cena, mais sim, alguém que passa a vivê-la.
Nos filmes agente quase sempre se confunde com quem é o vilão e quem é mocinho. Costumam dizer que a vida é um filme mais na verdade não é. Não temos um roteiro completo com todos aqueles efeitos visuais muito bem planejado, e um set aprova de tudo. Ela se parece mais com um rascunho de um livro. Agente começa mais não tem a menor ideia de como vai terminar. Escrevemos um capitulo completo mais ai a história acaba indo para outro lado e então é preciso reescreve-la. Muitas vezes o café derramado acaba borrando todas as letras  então temos que planejar outro capitulo para substituir o que foi perdido.
Mais o mais legal disso tudo é que você está no total controle da sua história. Não tem um diretor por trás das câmeras dizendo o que você tem ou não que fazer. Você escolhe. Você decide. Então levanta e dar outra olhada no teu rascunho, essa é sua chance de mudar o que tiver de errado, porque depois que a sua história for exposta ao mundo, não dar mais pra volta atrás.

Um comentário:

Vai postar um comentário? Ebaaaaa.
Espero que tenha gostado dos conteúdos do GLP, prometo que retribuirei seu comentário logo me breve, é só deixar o link do seu blog, e assim que possível, farei um visitinha. Prometo. Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...