É tanta coisa na cabeça que de vez em quando a gente se pergunta: é isso mesmo que quero? Afinal, quem sou eu? O que estou fazendo da minha vida? Estou dando atenção para as coisas certas? Estou gastando energia no que realmente importa? Estou dando a devida atenção para quem gosta de mim? A gente fica nesse mar de perguntas e nada até encontrar uma resposta.

26.7.14

Meu kriptonita





Odeio ter que sair uma hora dessas de casa pra pegar o metrô. Tá um inferno de cheio. È difícil encontrar um lugar pra ir sentada. Acontece que depois que as coisas terminaram entre nós tudo deu errado na minha vida. Sabe aquela história de kriptonita? Acho que você é o meu. O que mais odeio é essa segunda personalidade minha de que tá tudo bem, que a solidão é apenas uma amiga distante que veio me visitar. Essa moda de mostrar o quando sou tão durona. Eu sei que apenas três palavrinhas poderiam ter te segurado aqui. Agora só me restaram fotos e arrependimento por minha atitude tão egoísta.
Mais é hora de se levantar da cama e pensar na entrevista que vou fazer hoje. Fui demitida a dois dias, tenho muita coisa pra pagar por isso ontem mesmo fui atrás de um anúncio que vir na internet. Me ligaram ontem de tarde marcando uma reunião pra hoje de 8hr. Então tenho que sair cedo de casa pra chegar lá na hora. Nossa como o metro está cheio, bem mais do que eu pensava que fosse estar. Olha, tem um casal de passarinho aliem cima do fio, eles estão se cheirando, que fofinho. Sempre fui apaixonada por animais.

Acho que vou me encostar um pouco nesse muro, estou muito cansada. O céu estar lindo hoje. Droga. Merda, merda. Nem percebi que você estava do outro lado sentado no banco me observando. Quanto tempo estava lá? Não deveria ter vindo nessa estação. Mais você está lindo, ainda por cima está com aquela blusa xadrez que eu te dei de presente. Droga. Queria que hoje fosse um dia sem arrependimentos. Graças a Deus o trem chegou. Você está muito distante de mim, pelo menos vamos ficar em vagões diferentes.

Nossa as pessoas só faltam passar por cima da gente pra pegar um lugar e ir sentado. Infelizmente sempre fui muito lenta e acabei ficando em pé. Todo mundo está sentado. Droga. Vou andar por ai quem sabe encontro um banco vazio, não estou a fim de fica em pé por 2 horas, ninguém merece. Andei quase o trem todo, mais pelo menos encontrei um vagão com 2 bancos vazio. Vou sentar nesse que fica perto da janela. Sempre gostei de sentar na janela pra ir observando a paisagem. Mais que merda de novo? Porque isso acontece comigo. La vem você aposto que também estava procurando um lugar para sentar. Porque esse outro Banco tinha que estar no mesmo vagão. Você me viu.

É incrível que depois de 2 anos você não mudou nadinha. É melhor eu olhar pra paisagem, tem uma lágrima que quer descer. Isso não pode acontecer. Não aqui... Não na sua frente. Eu sou uma garota forte lembra? Tá bom eu sei que você me conhece tão bem quanto eu mesma. Mais isso não importa agora. Vou me ocupar com a paisagem. Porque está me encarando? Não estou olhando pra você mais posso ver esses olhos azuis me olhando. Isso me incomoda. Ou será que me deixa nervosa? Não sei. É muita coisa pra pensa agora. Uma relacionamento que foi por água a baixo e que nunca conseguir superar, mesmo depois de 2 anos. Uma demissão. Um despejo. A morte da clara, meu peixinho lembra? Tenho ele desde pequena. Ela morreu ontem. Foi muito triste. Chorei muito. Há e ainda tem a mamãe que quer vir passa esse fim de semana aqui em casa. Ela e sua mania de pensar que sempre vou precisar dela. Tenho 23 anos, já sou adulta. Mais talvez eu realmente precise de alguém pra desabafar e vocês dois são as únicas pessoas que sempre me fizeram acreditar que tudo vai ficar bem. Agora não tenho nem um dos dois. Aquela história de que agente só valoriza depois que perde é verdade sabia. Até que enfim o chegamos na estação que vou descer. Perai ai vai descer aqui também? E essa mala ai? Deve ter chegado de viagem hoje né. Me lembrei que você se mudou pra aquela cidade que fica a 6 horas de viagem daqui. Será que você está com uma nova namorada? Onde vai ficar? É pertinho? Mais que merda, por que eu to tão preocupada. Isso não mi interessa. Tá bom, sou péssima com mentiras. Me interessa sim.

É melhor eu ir pra mais perto da porta, ou como eu sou lenta vou acabar ser deixada pra traz, ou pior cair nos trilhos. Bem a minha cara ser desastrada. Um que cheirinho bom. Não consigo passar tanto perfume assim logo de manhã meu perfume é doce de mais. Mais esse... Eu conheço esse cheiro. Deixa eu ver quem é que está com esse perfume. Você... Eu sabia... Sabia que conhecia esse cheiro. Já se passaram 2 anos e realmente você não mudou exatamente nada. Está me encarando de novo. Uau você está lindo mesmo. A barba por fazer, esses olhos... Há esses olhos, foram com eles me encarando que eu me acordei várias vezes. Ficou lindo com esse cabelo grande, me faz lembrar o Ian Somehalder. Sua boca parece mais vermelha que antes. Deve ser o frio. Elas são lindas. Como será beijá-la novamente. Droga. Acho que deve ter percebido que estava te encarando porque agora não para de me olhar. Esse seu olhar. Lindo. Apesar de perfeito seu semblante está diferente, você está... Sei lá, triste. Será que é por minha causa? Su- suaa m-m-mãão. Acabou de encostar na minha. Mais que merda, a lágrima acabou de escorrer. Não, não aqui não, por favor. Já era. Estou chorando de novo. Porque fez isso. Por quê? Ver você não é tortura suficiente? Porque me fez lembrar do seu toque. Quente, macio. Era você mesmo. Todo mundo tá olhando pra mim. Não sei disfarçar meu choro. EU te Odeio.

Porque está me abraçando? EU não quero isso. Por favor, não faz isso comigo, por quê? A que droga. Eu adoro quando me abraça forte. Porque está sussurrando em meu ouvido que sente muito? Foi eu que machuquei você. Eu que tenho que falar isso. Então porque continua a sussurrando. Seu hálito está muito quente. Essa sua mão em minha nuca me deixou toda arrepiada. E essas lágrimas que não para de sair. Soluços. Estou com raiva. Raiva de mim. Como pude ser tão idiota? Você sempre soube o tempo todo que minha vida seria uma droga depois que você se fosse né? Porque parou de me abraçar. Não para. Isso faz com que aquela droga que está dentro de mim, apertando o meu peito, saia. Estar me encarando de novo, dessa vez seu rosto está a poucos centímetros do meu. O que? Você vaa-ai m-me Be-e-ei-bei- beijar. Há... Como eu sentir falta disso. Posso sentir sua respiração. Foi meu primeiro beijo dentro de 2 anos. A sua mão na minha cintura, a outra na minha nuca. Sua língua, seus lábios, seu corpo. Que se foda as pessoas. Aposto que estão olhando. Eu quero você. Só você. Nós dois. Sempre. Acho que essa lágrima que acabou de molhar meu rosto não é minha. Me esqueci como se chora. Você tirou meu fôlego. É sua. A lágrima é sua? Porque está chorando? Porque está me beijando? Você também me ama? Por favor falar alguma coisa. Isso tudo. Você, seu olha, seu perfume, seu toque, seu beijo. É tudo muito perfeito. Mais está faltando três palavras. Por favor. Parou de me beijar? Essa é a pior parte. Aquela que sempre me deixou com borboletas no estômago. A minha distonia piora ainda mais. Está olhando pra mim de novo. Tirou o cabelo da frente do meu olho, enquanto sua outra mão segura com força minha cintura. Acho que vai falar alguma coisa. É melhor você fazer isso logo, porque eu juro que vou desmaiar. Não dá. Você me tira toda a essência. EU TE AMO. Não acredito... Não acredito você falou... Você falou que me amava. Já era não dar mais pra ficar acordada. Tudo está ficando escuro... Eu e essa minha mania de desmaiar - Espero que quando eu acordar seja esse mesmo olhos que estejam olhando me observando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vai postar um comentário? Ebaaaaa.
Espero que tenha gostado dos conteúdos do GLP, prometo que retribuirei seu comentário logo me breve, é só deixar o link do seu blog, e assim que possível, farei um visitinha. Prometo. Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...