É tanta coisa na cabeça que de vez em quando a gente se pergunta: é isso mesmo que quero? Afinal, quem sou eu? O que estou fazendo da minha vida? Estou dando atenção para as coisas certas? Estou gastando energia no que realmente importa? Estou dando a devida atenção para quem gosta de mim? A gente fica nesse mar de perguntas e nada até encontrar uma resposta.

16.7.14

2 Resenhas: "A Culpa é das Estrelas" e "A Cabana"


Acabando de ler A culpa é das estrelas, e vou falar, foi meio complicado para conter as lágrimas. O livro é muitooo lindo gente. Sério. Acredito que todos já viram ou ouviram falar, até porque o filme foi lançado mês passado e foi, tipo, o filme do ano. Hoje eu vim dar duas dicas de leitura pra vocês. Durante as férias eu não tive muito tempo pra ler, pois tiver que atualizar o blog, fiz umas mudanças nele e isso leva tempo e muita paciência. Então acabei que só conseguindo ler apenas 2 livros. A cabana, que foi minha prima que em prestou pra mim e A Culpa é da Estrela, que eu comprei.
A Cabana, o que falar desse livro? Bom, ele é simplesmente emocionante. Não é completamente religioso, mais a história e voltada a uma família religiosa... Bom, deixa-me contar um pouquinho da história, não sou muito boa nisso mais vamos lá. O livro conta a história de uma família que era muito apegada a Deus, eles tinham certo amor a respeito de Deus e Jesus e tudo mais. Mais acaba acontecendo um acidente com a filhinha mais nova do casal. Ela é brutalmente assassinada, e depois de muito esforço da policia local, eles acabam descobrindo uma cabana onde provavelmente foi o local do crime, mais chegando lá eles encontram apenas o vestido vermelho da garotinha melado de sangue. O tempo passa, e os pais tentam superar a perda, mais sempre agente procura que culpa quando estamos com raiva não, e ele culpava Deus. Certo dia ele recebe uma carta no correio escrito que estava com saudades dele e pedindo para que ele fosse visitá-lo na cabana e tinha assinado em baixo como “Papai”. Era essa a forma que sua esposa e seus filhos usavam para chamar Deus, eles o chamavam de Papai. E acabou que ele começou a viver um conflito dentro dele, com medo achando que poderia ter sido o assassino da sua filha que estava querendo machucá-lo, ou realmente poderia ser Deus querendo conversar com ele. Ele espera um final de semana em que sua família vai sair de férias e ele ficaria em casa sozinho, para ir visitar a tal cabana, e ao chegar lá, ele passa a viver uma história totalmente diferente, reveladora. Ele não apenas conhece Deus, mais passa o fim de semana com Jesus e o espírito santo. Ele conhece de verdade aqueles em que ele sempre acreditou, mais nunca foi capaz de realmente ama-lós. È uma história de amor, fé, compaixão e perdão. Você vai conhecer Jesus de uma forma que nuca viu. Eu adorei o livro. É lindo e contagiante.
Inspirador, corajoso, irreverente e brutal, A culpa é das estrelas é a obra mais ambiciosa e emocionante de John Green, sobre a alegria e a tragédia que é viver e amar. Por ser um melodrama, é esperado que o romance apele para as emoções do público, partindo da identificação com os personagens. Mas ao contrário dos típicos, que inventam sucessivos conflitos para tornar a história mais lacrimosa, este projeto anuncia desde o começo a único (e imenso) problema dos protagonistas: o câncer. O livro conta a história de Hazel Grace, uma adolescente de 16 anos tem câncer nos pulmões e já passou por algumas cirurgias para drenar a quantidade de água acumulada neles, a Hazel é uma paciente terminal, os médicos podem aumentar o tempo de vida dela controlando o crescimento dos tumores, mas não podem fazer com que ela viva até ficar velha, ela frequenta um grupo de apoio a crianças com câncer em uma igreja e em um dia comum onde vai até lá, ela encontra um garoto diferente, que nunca tinha visto antes, a encarando de modo estranho, seu nome? Agustus Waters, para os íntimos, Gus, eles acabam se conhecendo e alimentando um romance muito forte, ambos são donos de frases filosóficas que questionam as leis do universo, e ambos são doidos para descobrir o que acontece no final de seu livro favorito: Uma Aflição Imperial, já que o autor do livro não conclui a história, terminando-o no meio de uma frase. Movidos pelo desejo de descobrir o final do livro eles se envolvem em várias aventuras, onde o amor dos dois aumenta e eles vivem experiências inesquecíveis, experiências essas que envolvem drama, amor, ódio, brigas e, claro, câncer e seus efeitos colaterais, como estar morrendo. A Culpa das Estrelas acaba sendo um projeto muito acima da média em comparação com os dramas normalmente oferecidos ao público adolescente. Os personagens têm complexidade, conseguem alternar entre dúvidas típicas da juventude e questões mais profundas sobre o amor e a morte. É uma linda história de um amor lindo, intenso e surpreendente. Um amor de dois jovens que superam todas as impossibilidades e descobrem o amor, o sexo, as decepções e aprendem a lutar e ter esperança. É uma história de superação não só de uma doença que por anos foi tabu, além do câncer o livro trata da perda, de relacionamentos interrompidos e de famílias destroçadas pelo câncer, vai até além, pois mostra o isolamento, a solidão e o preconceito sofrido pelas pessoas com a deficiência.O autor através do olhar de Hazel, com o seu cilindro de oxigênio e de Gus, com a prótese na perna amputada, nos ensina um pouco do cotidiano e da superação dos pacientes portadores de câncer, bem como as vitórias, derrotas e a superação. Acabou que a história terminou virando um filme, o que já era bem esperado pois os melhores livros acabam ganhando uma adaptação nos cinemas. Tendo como Elenco do filme ‘A Culpa é das Estrelas’: os atores Natt Wolf, Ansel Elgort, Shailene Woodley.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vai postar um comentário? Ebaaaaa.
Espero que tenha gostado dos conteúdos do GLP, prometo que retribuirei seu comentário logo me breve, é só deixar o link do seu blog, e assim que possível, farei um visitinha. Prometo. Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...