É tanta coisa na cabeça que de vez em quando a gente se pergunta: é isso mesmo que quero? Afinal, quem sou eu? O que estou fazendo da minha vida? Estou dando atenção para as coisas certas? Estou gastando energia no que realmente importa? Estou dando a devida atenção para quem gosta de mim? A gente fica nesse mar de perguntas e nada até encontrar uma resposta.

14.7.14

Chapéus, Boinas e Gorros

As boinas, Chapéus e gorros, voltarão com tudo nesse verão. O que era cafona e apenas usado pelos roqueiros e emos, acabou ganhando espaço em guarda roupa e entrou com tudo em nossa coleção. As peças são simples mais que dão um arzinho super fashion e descolado ao look. Combine com um jeans, uma arregata e um sneaker e voilà. Você esta linda. As Celebs não enjoam. Modelos diferentes, cores diferentes, vários looks. Pode apostar eles vinheram com tudo. Então hoje eu vim mostrar uns modelitos super lindo, e umas fotos na qual você pode se inspirar pra criar seu look. Tem chapéus escondidos no fundo do baú? Tá na hora de tira-los e aproveitar pra cair nessa onda e arrasar também.

Um Pouco da História

A palavra chapéu deriva de uma palavra do latim antigo, “cappa”, que significa “peça usada para cobrir a cabeça”. Os chapeis surgiram por volta do ano 4.000 a.C., no antigo Egito, na Babilônia e na Grécia. A finalidade era proteger o cabelo. No início eram faixas ou bandanas (como chamamos ainda hoje). Mais tarde apareceram os Turbantes, as Tiaras e as Coroas. Com o passar do tempo houve muitas transformações em seus aspectos, e surgiram vários modelos, para várias ocasiões e para as diferentes classes sociais.
Na Idade Média o Capuz foi muito usado, unido ou não a um manto. Após a Renascença, os chapéus adquiriram diversos formatos, sendo ricamente enfeitados. Nesta época surgiu na Itália, a Boina. Durante a Revolução Francesa, as vestimentas foram ficando mais simples e surgiram os chapéus de copa alta que foram se desenvolvendo até as Cartolas. Em 1900, o Chapéu Coco, feito de feltro, era o mais popular. Alguns anos depois apareceram os chapéus de palha.
Houve época em que os cabelos eram escondidos para que o Chapéu fosse a atração principal. As primeiras Chapelarias surgiram no final do século XVIII e os chapéus eram feitos de palha, feltro, tecidos e enfeites variados. Após a Revolução Francesa surgiram os Gorros com abas largas, dotados de uma fita ou faixa que dava um nó abaixo do queixo. Eram de cetim,/ veludo,/ feltro, etc. para o inverno e de palha /e tecidos finos/ para o verão. Em 1860, os gorros foram substituídos por chapéus de tecido ou outros materiais que eram presos à cabeça com alfinetes ou grampos. Depois da década de 30 e até hoje os Chapéus passaram a ser encarados como acessório de vestimenta e proteção, contra o sol (nos países quentes) e como proteção dos ventos e temperaturas baixas (nos países frios). Os materiais mais usados até hoje na fabricação de chapéus são: o feltro, a palha, o tecido , a juta., a ráfia e o mais refinado o Panamá. Os chapéus mais usados hoje, são: a boina, a cartola, o de cowboy, o turbante, o Panamá, os de palha , o boné, o Fedora Borsalino , o quepe e as viseiras. Como vocês veem os Chapéus estão sendo muito usados como charme da temporada. É um acessório que está relacionado a Looks urbanos e descolados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vai postar um comentário? Ebaaaaa.
Espero que tenha gostado dos conteúdos do GLP, prometo que retribuirei seu comentário logo me breve, é só deixar o link do seu blog, e assim que possível, farei um visitinha. Prometo. Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...