Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

6.5.14

Porque no final não somos lembradas


OI blogueiras.
Hoje eu vir um texto no blog (antigo blog, pois ele foi desatualizado), "O mundo de uma garota sonhadora", que eu realmente amei. Recentemente eu fiz um texto aqui no meu blog que falava sobre minha infancia. Ai eu encontrei um texto bem parecido com o tema que abordei, e que tráz uma mensagem muito forte e reveladora, daquele tipo que faz agente parar pra pensar.
vai ai o texto da



Dentro dessas caixas de sapatos, guardamos nossas fotos, fotos da família, de alguns amigos e da nossa infância.
Eu cresci, e as fotos se tornaram algo mais sentimental, mais puro e verdadeiro.Vejo meu  cabelo curto, meu cabelo longo, mais cacheado, mais liso, com franja, sem franja, de lado, solto, amarrado, bagunçado e despenteado. Aquelas tantas Brendas, e tantas risadas e choros, foi crescendo e crescendo até se torna eu, uma Brenda de cabelo azul ,que não é longo nem curto, mas azul, logo a cor que eu mais odiava, a cor que me lembrava o mar. Águas profundas sempre me deram medo. Não sei nadar.
E nós crescemos, aprendemos, sorrimos, choramos, dançamos e nos divertimos, e no final,acabaremos morrendo como todos, sozinhos.
Eu quero fazer história, não importa pra quantos, nem quando, eu quero ser lembrada. Sempre. Não quero morrer e não deixar nada, não posso ver meu futuro, mas espero que eu consiga ser algo especial na vida das pessoas, algo que alguém irá comentar em algum momento.Talvez pros filhos, netos, amigos, só quero que comentem de mim, e isso pode ser sim egoísmo, porque não quero ser só algum parente que morreu, nem uma amiga falecida. Quero ser alguém, e não importa que tipo de história vão contar sobre mim, mas seria tão gentil se fosse boa. Falarem sobre minha adolescência rebelde, sobre minha infância inocente, ou sobre qualquer coisa que possa me acontecer daqui a pouco, ou talvez daqui a muito tempo. Não podemos saber.
Porque no final, acho que o objetivo não só meu, mas de muitos, ou talvez até de todos, é que alguém lembre da gente, da nossa vida, e da nossa história. Porque uma boa história pode valer muito, valer tanto quanto um objeto valioso pra um colecionador. Pra alguém.
Não quero ser só mais um túmulo no cemitério, mais um corpo se deteriorando, quero que meu nome seja lembrado e não por coisas ruins, ninguém quer isso, mas por coisas que eu possa chegar a fazer, ou por coisas que eu tenha feito.Ou simplesmente pela família, não é questão de ser famosa, não é questão de fazer história. Só desejo ser lembrada, essa é a única forma que encontro de continuar me mantendo viva por mais tempo, mesmo de pois que já fui.


Nenhum comentário:

Postar um comentário