É tanta coisa na cabeça que de vez em quando a gente se pergunta: é isso mesmo que quero? Afinal, quem sou eu? O que estou fazendo da minha vida? Estou dando atenção para as coisas certas? Estou gastando energia no que realmente importa? Estou dando a devida atenção para quem gosta de mim? A gente fica nesse mar de perguntas e nada até encontrar uma resposta.

5.5.14

Onde estar a minha inocencia?

 

Engraçado como tudo muda né?
A algum tempo eu era uma criança, feliz, sem problemas. Hoje me transformei em uma jovem, que ainda está terminando os estudos. Que quer mais do que tudo conseguir um trabalho, e algum dia, quem sabe, não tão distante, um namorado que me faça feliz. E esse são apenas alguns de muitos dos meu desejos.

Até hoje eu guardo um acaixa, onde tem todas as cartnhas e bilhetes que recebi das minhas amigas e colega. E estava pensando... Como era bom antigamente. Onde tudo não passava de pura diversão. 
Quando acordava cedo e tudo o que eu precisa fazer era brincar. 
Eu me lembro, que levantava bem cedo, escovava os dentes, tomava meu café da manhã e ia correndo na casa das minhas melhores amigas, chama-lás para brincar lá em casa. Passava-mos o sabado todo nos divertindo. O quintal era o nosso reino encantado. Onde cada árvore ou pedrinha tornava tudo aquilo mais mágico.
Assistia-mos os filmes da barbie. Quando ele terminava, gente se transformava em linda princesas. Com aqueles vestidos bem longos, a máquiagem nada original, e as nossas belas coroas de papelão criadas por nós mesmo. Algumas horas depois, todo aquele reino mágico se transformava em uma humilde casinha, onde eu quase sempre ocupava o papel da mamãe e as minhas amigas das filhinhas por serem as mais novas.
Hoje me olho no espelho, e as vezes não reconheço o reflexo da quela garota, que insiste em olhar pra mim. Me pergunto, onde estar a minha inocência? O que acontecou com aquela garotinha que só queria ser uma princesa? Que acreditava em mágia. Que acreditava no amor. Que era feliz.
A triste realidade é que ela cresceu, e passou a enxergar o mundo de uma forma bem diferente. AInda acredita em finais felizes, mais também sabe que o principe perfeito não existe. E que nem sempre o final feliz é da forma que planejamos.
Mais ainda sei que aqui bem no fundo, existe um pouquinho daquela inocência. E cedo ou tarde ela vai aparecer. Não para me transformar na garotinha que eu era, mais para fazer alguém que eu amo feliz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vai postar um comentário? Ebaaaaa.
Espero que tenha gostado dos conteúdos do GLP, prometo que retribuirei seu comentário logo me breve, é só deixar o link do seu blog, e assim que possível, farei um visitinha. Prometo. Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...