É tanta coisa na cabeça que de vez em quando a gente se pergunta: é isso mesmo que quero? Afinal, quem sou eu? O que estou fazendo da minha vida? Estou dando atenção para as coisas certas? Estou gastando energia no que realmente importa? Estou dando a devida atenção para quem gosta de mim? A gente fica nesse mar de perguntas e nada até encontrar uma resposta.

29.4.14

Eu Odeio



 Eu odeio quando eu sinto falta de alguém mas eu não posso fazer nada sobre isso.

Odeio quando briga comigo mesmo eu estando errada.

Odeio quando estou disposta a fazer alguma coisa e as pessoas que estão ao meu lado só fazem atrapalhar.

Odeio me sentir preguiçosa.

Odeio não saber esperar.

Odeio quando me diz pra ficar calma quando tudo o que eu quero é gritar e chorar bem alto.

Eu odeio quando me fala que vai ficar tudo bem sendo que a situação já virou de cabeça pra baixo.

Odeio quando não me fala que vai ficar bem.

Odeio quando diz o problema não é você porque sei que é exatamente ao contrário, pois ninguém fica chateada com outra pessoa sem ela ter feito nada.

Odeio quando me pede pra cantar baixo, sendo que, esse é o único momento em que eu me sinto segura.

Odeio quando me pede pra andar mais rápido, porque simplesmente odeio andar rápido.

Odeio quando fica puxando conversa comigo justamente naquele momento em que eu daria tudo pra ficar sozinha.

Odeio quando fica pegando no meu cabelo.

Odeio quando não fala comigo e me deixa sozinha.

Odeio quando me diz que eu estou enjoada e azeda.

Odeio quando me pede um beijo, quando não estou nem conseguindo olhar pro seu rosto.

Odeio quando os homens estão falando de assuntos de homem.

Odeio quando fica me abraçando.

Odeio quando não me abraça.

Odeio quando diz “eu te amo” apenas para não me deixar mais zangada do que já estou.

Odeio às vezes não ter coragem de dizer eu te amo.

Odeio quando debocham de mim.

Odeio quando me repreendem.

Odeio não ter tudo o que eu quero.

Odeio pessoas que se acham.

Odeio quando estou nervosa.

Odeio não sonhar.

Odeio não me sentir livre.

Odeio ter que ficar com raiva das pessoas.

Odeio porque o mundo não é com imaginamos.

Odeio não ter nascido com um dom e ter me tornado uma famosa apenas por ter uma voz bonita, ou saber escrever.

Odeio saber que tem pessoas honestas que trabalham o tempo todo e ganha um mexeria, e tem gente que faz apenas as pessoas se divertir e ganham rios de dinheiros.

Odeio não saber falar outras línguas.

Odeio ter medo de viajar sozinha.

Odeio ter medo.

Odeio não ter opinião própria e no final você sempre me faz concordar com o que quer.

Odeio pessoas que acreditam em destinos, porque eu acredito que isso não existe. Todo dia escrevemos uma nova página de nossa vida, e são nossas atitudes e escolha que no futuro tornaram quem deveremos ser.

Odeio pensar que às vezes até pare impossível o sobrenatural.

Odeio depender das pessoas.

Odeio regras ou qualquer coisa quem imponham certo limite nas minhas ações.

Odeio não ser forte o bastante para arriscar.

Odeio filas de bancos e de supermercados.

Odeio ter que trabalhar 30 dias e receber apenas 1.

Odeio saber que depois que ficamos livres do colegial vamos nos aprisionar ao trabalho.

Odeio saber que só vamos poder descansar de verdade apenas quando morremos.

Odeio ter que sorrir quando o que eu quero mesmo é chorar.

Odeio gente falsa.

Odeio insetos.

Odeio odiar algumas pessoas.

Odeio querer expor o que estou pensando através das palavras, quando não sai nada.

Odeio ter que levantar todos os dias e ir pra o colégio.

Odeio passar o dia todo em casa sem sair um pouco.

Odeio pensar que existem milhares de pessoas lá fora ajudando outras pessoas e eu estou aqui deitada na frente do computar escrevendo as coisas que eu odeio.

Odeio não poder escolher a família da mesma forma que escolhemos as nossas amizades.

Odeio quando sinto que você sente na obrigação de fazer algo por mim, e não de livre espontânea vontade.

Odeio quando ficar pegando no pé pra eu fazer correto se tudo o que quero e errar.

Odeio quando eu erro.

Odeio a Segunda a terça e a quarta.

Odeio pessoas que ficam falando que eu deveria ser igual à fulaninha como se ela fosse superior a mim.

Odeio gente arrogante.

Odeio pessoas que não vivem no mundo da lua.

Odeio porque os homens não são iguais àqueles príncipes encantados que aparecem nos filmes.

Odeio viver com medo de morrer.

Odeio não estar pronta pra fazer algumas coisas.

Odeio não ser perfeita e passar muito tempo pensando como eu seria feliz se fosse como aquela garota.

Odeio quando não tenho uma palavra de conforto para dar a alguém que esteja passando por problemas.

Odeio ter vergonha.

Odeio me sentir sozinha quando estou rodeada de pessoas.

Odeio não estar perto dos meus melhores amigos.

Odeio saber que existem pessoas que não merecem minha confiança.

Odeio não ter aproveitado mais a minha infância.

Odeio saber que estou crescendo e aos pouco as minhas responsabilidades estão aumentando.

Odeio quando me dizem pra conseguir logo um emprego, porque as coisas não podem ser como antes onde eu não precise trabalhar pra receber.

Odeio saber que existem pessoas melhores que eu.

Odeio saber que existem pessoas piores que eu.

Odeio não ter quem eu queria ao meu lado.

Odeio não saber do que realmente sou capaz.

Odeio ter que aceitar a teoria das pessoas calada.

Odeio não saber brigar.

Odeio pessoas que brigam.

Odeio não ter grana suficiente pra viajar pelo mundo.

Odeio quando eu odeio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vai postar um comentário? Ebaaaaa.
Espero que tenha gostado dos conteúdos do GLP, prometo que retribuirei seu comentário logo me breve, é só deixar o link do seu blog, e assim que possível, farei um visitinha. Prometo. Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...