É tanta coisa na cabeça que de vez em quando a gente se pergunta: é isso mesmo que quero? Afinal, quem sou eu? O que estou fazendo da minha vida? Estou dando atenção para as coisas certas? Estou gastando energia no que realmente importa? Estou dando a devida atenção para quem gosta de mim? A gente fica nesse mar de perguntas e nada até encontrar uma resposta.

3.10.13

Mensagens''




Não é bacana ser orgulhoso. Não é bacana morrer de vontade de falar, ver ou sentir alguém e não colocar isso para fora. Se mostrar forte, mas ter o mesmo pensamento quando acorda e quando dorme. Dizer para todo mundo que esqueceu quando nem você mesmo se convenceu. Lembrar com a cabeça no travesseiro ou o olhar congelado na estrada. Ouvir a música e conseguir sentir o cheiro. Ir ao restaurante e lembrar da mesa de sempre. Ver a foto e sentir aperto. Ligue, chame, mande uma mensagem, apareça sem avisar. Não há deslize ou vacilo que impeça você de tentar. Se a sua sinceridade não for bem recebida, acontece. Toda decepção vale o alívio. Não é bacana engolir a saudade. Sério, orgulho dá gastrite.

- Nicholas Hoffman


Sinto que certas reclamações ainda me entristecem. Exigências, também. Quer amor? Dê amor! Quer atenção? Dê atenção! Quer? Oferte! Faça! Coloque-se! Mostre que é bom agregar, ter afetos! Estenda a mão! Agradeça! Quer uma amizade verdadeira? Seja um bom amigo. Sente falta? Ligue! Faça-se presente. Quer culpar o mundo? Seja, no mínimo, o melhor que pode ser. Tem muita gente mal acostumada!

- Priscila Rôde
Tenho medo.
Por favor, eu te peço. Não faz eu me arrepender das minhas decisões. Você sabe que eu coloco dificuldade em tudo por que tenho medo, medo de tudo dar errado como sempre dá quando o assunto é amor. EU desconfio de tudo isso por que de tantas garotas lindas e perfeitas por ai você veio escolher logo eu. Logo eu que odeia usar salto, que não usa uma quilo de maquiagem pra ir a escola, que ama tomar banho de chuva e nem se preocupa com a chapinha no cabelo. Logo eu que entre passar horas e horas tentando escolhendo uma roupa pra “ir ali”, escolho ficar jogando Super Mário. Logo eu que sou uma estranha nesse mundo, que ninguém percebe na multidão. Eu posso parecer boba, mas são esses os motivos que me fazem ter medo de me entregar, sabe? Por que se você não me magoar, eu vou magoar você, pois não sou tudo isso que você pensa ou espera que eu seja.
 
Olha, eu sei que o barco tá furado e sei que você também sabe, mas queria te dizer pra não parar de remar, porque te ver remando me dá vontade de não querer parar também.Tá me entendendo? Eu sei que sim. Eu entro nesse barco, é só me pedir. Nem precisa de jeito certo, só dizer e eu vou. Faz tempo que quero ingressar nessa viagem, mas pra isso preciso saber se você vai também. Porque sozinha, não vou. Não tem como remar sozinha, eu ficaria girando em torno de mim mesma. Mas olha, eu só entro nesse barco se você prometer remar também! Eu abandono tudo, história, passado, cicatrizes. Mudo o visual, deixo o cabelo crescer, começo a comer direito, vou todo dia pra academia. Mas você tem que prometer que vai remar também, com vontade! Eu começo a ler sobre política, futebol, ficção científica. Aprendo a pescar, se precisar. Mas você tem que remar também. Eu desisto fácil, você sabe. E talvez essa viagem não dure mais do que alguns minutos, mas eu entro nesse barco, é só me pedir. Perco o medo de dirigir só pra atravessar o mundo pra te ver todo dia. Mas você tem que me prometer que vai remar junto comigo. Mesmo se esse barco estiver furado eu vou, basta me pedir. Mas a gente tem que afundar junto e descobrir que é possível nadar junto. Eu te ensino a nadar, juro! Mas você tem que me prometer que vai tentar, que vai se esforçar, que vai remar enquanto for preciso, enquanto tiver forças! Você tem que me prometer que essa viagem não vai ser a toa, que vale a pena. Que por você vale a pena. Que por nós vale a pena.
Remar.
Re-amar.

Amar.
 
E foi assim que eu, finalmente, voltei pra única pessoa no mundo que nunca me abandonou ou desmereceu: eu mesma. Foi desse jeito meio torto, meio bruto que eu voltei pra mim. Foi depois de me doar e me doer tanto que eu percebi que não vale à pena.Coração vazio e sorriso cheio, que assim seja. Os arranhões já não me doem, cada decepção eu levo como vacina. Dessa vez prometo não me abandonar, me deixar de lado ou me diminuir por ninguém nesse planeta. Se não tiver jeito, posso até me emprestar, me dividir quem sabe, mas me perder nunca mais. Agora é assim, primeiro eu. Quem não gostar das regras, não joga. Tô feliz, acredita ? Olha só a irônia, fui buscar o amor e já tinha. Fui tentar ser feliz e já era. Fui tentar me encontrar e me perdi. E, que loucura, precisei me perder pra me valorizar.
 
Dentro de mim carrego o muito que vivi e o pouco que conheço. E às vezes tenho a sensação de que não caibo mais aqui dentro, por isso levo pra fora todos os meus eus e posso ser várias, aos meus olhos ou aos seus, mas a essência é uma só, e essa sim, não muda nunca. Sinto nas pequenas entrelinhas e caminho sempre nas linhas explicitamente tortas. Posso ser uma explosão de cores Almodovarianas e, após um suspiro, transformar o meu mundo em um cinza calmo e melancólico. Porque o meu mundo é assim mesmo, igual ao de todo mundo: ambíguo e irremediavelmente inconstante.
Dentro de mim carrego o muito que vivi e o pouco que conheço. E às vezes tenho a sensação de que não caibo mais aqui dentro, por isso levo pra fora todos os meus eus e posso ser várias, aos meus olhos ou aos seus, mas a essência é uma só, e essa sim, não muda nunca. Sinto nas pequenas entrelinhas e caminho sempre nas linhas explicitamente tortas. Posso ser uma explosão de cores Almodovarianas e, após um suspiro, transformar o meu mundo em um cinza calmo e melancólico. Porque o meu mundo é assim mesmo, igual ao de todo mundo: ambíguo e irremediavelmente inconstante.
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vai postar um comentário? Ebaaaaa.
Espero que tenha gostado dos conteúdos do GLP, prometo que retribuirei seu comentário logo me breve, é só deixar o link do seu blog, e assim que possível, farei um visitinha. Prometo. Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...