É tanta coisa na cabeça que de vez em quando a gente se pergunta: é isso mesmo que quero? Afinal, quem sou eu? O que estou fazendo da minha vida? Estou dando atenção para as coisas certas? Estou gastando energia no que realmente importa? Estou dando a devida atenção para quem gosta de mim? A gente fica nesse mar de perguntas e nada até encontrar uma resposta.

12.9.13

Natal Tradição Origem

É época de trocar presentes, ver o Papai Noel, enfeitar a árvore... Mas você sabe por que fazemos todas essas coisas nesta data?

Não há como negar que o Natal é um dos feriados mais legais do ano. É quando fazemos uma grande festa, reunimos a família, comemos várias coisas gostosas e, claro, ganhamos muitos presentes! Mas o significado do Natal vai muito além dessas comemorações e o feriado foi criado especialmente para marcar o nascimento de Jesus Cristo, em Belém.
A data tem a intenção de reforçar valores cristãos, como amor ao próximo, respeito e honestidade – valores5.QUE teriam sido transmitidos pelo próprio Cristo quando Ele veio à Terra na forma de homem. Como o Brasil é um país principalmente católico, quase todo mundo comemora o Natal por aqui. Mas mesmo quando uma pessoa é de outra religião, é costume aderir à data e seguir os rituais direitinho, porque o Natal é, além de uma comemoração  religiosa, uma oportunidade de reunir todas as pessoas que amamos numa festa só.

Troca de presentes


Uma das explicações mais prováveis para os presentes no Natal vem da generosidade de São Nicolau, que originou o Papai Noel. Mas também tem a ver com os três Reis Magos (Belchior, Baltazar e Gaspar), que teriam percorrido um longo caminho para encontrar o menino Jesus. Logo após seu nascimento, foram oferecidos três presentes: ouro, incenso e mirra. Daí teria surgido nossa tradicional troca de presentes, que simboliza o encontro entre os Reis Magos e Jesus.

Origem da data


Simbolicamente, o Natal foi criado para marcar o nascimento do menino Jesus. Mas a verdade é que ninguém tem certeza de quando isso aconteceu – a Bíblia não dá nenhuma data específica, só sugere que foi na época da primavera. Lá no hemisfério norte, a primavera acontece durante os meses de março, abril, maio e junho. Por isso, é difícil que Jesus tenha nascido em 25 de dezembro, como comemoramos. Dizem que esse dia foi escolhido porque era também uma data de comemoração na Roma Antiga: acontecia uma festa pagã (ou seja, não cristã) dedicada ao Sol. Aí, o imperador Constantino substituiu a festa do Sol pelo Natal, afirmando que Cristo é o verdadeiro Sol, a luz do mundo.

O primeiro Papai Noel

Apesar de a figura do gordinho vestido de vermelho ser super famosa em todo o Ocidente, a tradição nem sempre foi essa. Acredita-se que ela tenha sido inspirada num bispo chamado São Nicolau, que viveu no século 4 onde hoje é a Turquia. Nicolau era muito generoso e ajudava as pessoas pobres. Com o tempo, sua imagem se tornou mais conhecida e passou a ser associada aos atos de caridade típicos do Natal.



Símbolos natalinos

 

Árvore de Natal – Os povos celtas e teutônicos faziam um culto a uma árvore típica do norte da Europa, chamada sempre-viva. Essa árvore era associada a Jesus porque, mesmo no inverno, não perdia suas folhas – o que representaria a vida eterna dada por Cristo.



Bolinhas e luzes – Um cara chamado Martin Lutero, na Alemanha, lá pelo século 16, teria passado por uma floresta à noite e se encantado com o brilho das estrelas sobre as árvores. Quis, então, reproduzir esse efeito brilhante nas árvores típicas de Natal.


Presépio – Representa o cenário onde Jesus Cristo nasceu: há Maria e José (seus pais), os três Reis Magos, os animais do celeiro onde o parto aconteceu e a famosa manjedoura que acolheu o bebê.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vai postar um comentário? Ebaaaaa.
Espero que tenha gostado dos conteúdos do GLP, prometo que retribuirei seu comentário logo me breve, é só deixar o link do seu blog, e assim que possível, farei um visitinha. Prometo. Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...