Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

1.8.13

Mãe...



M-Ã-E, ”Perfeição de mulher”.. acho que essa frase seria a ideal pra definir a minha. A heroína que me esperou 9 meses dentro de sua barriga, me amou como se eu já existisse e na verdade existia, mas ela não podia tocar, nem ver, nem ouvir, mas mesmo assim, sempre me amou e sempre esperou ansiosamente ao grande dia do meu nascimento. Vejo as gravações desse dia tão especial pra ela, e a primeira coisa que ela pergunta quando eu sai de dentro dela é a seguinte: ”Ela é perfeita?” como não amar uma mãe dessa? Que não se preocupa com beleza, ou com nada tão supérfluo, mas sim com a perfeição que é um todo de beleza, saudade e tudo mais. Tenho que ter eterna gratidão á ela por sempre me apoiar nas coisas certas ou até nas erradas, dando conselhos, me ajudando sempre. E repetindo sempre aquela velha frase de toda mãe, ”não quero ser apenas sua mãe, mas sim sua melhor amiga” conforme eu fui crescendo e aprendendo sobre o verdadeiro papel da melhor amiga eu fui considerando o que ela dizia, pois muitas amigas que eu consideravam as melhores, não fazia esse papel tão bem quanto ela, de se preocupar com os meus sentimentos, se o meu coração estava ”bem”, se meu amor era correspondido. E conforme eu cresci, percebi que minha mãe é realmente minha melhor amiga. Acho que ela não acredita muito nisso, mas tudo que me acontece ela é uma das primeiras a saber, por mais que as vezes seja difícil de contar, ou complicado.. ela sempre sabe de tudo. Muitas vezes temos discussões, ficamos bravas uma com a outra, mas sempre acaba num pedido de desculpa e voltamos a ser amigas, bem coisa de criança né? mas é assim que acontece. Uma coisa que eu não tenho com ela é paciência, e devo desculpa á ela por todas as vezes que fui grossa, ou a tratei mal. Desculpas por não dar o valor que ela merece, tudo que ela faz e já fez por mim, desde trabalhar até tarde e voltar pra casa com dor em tudo, e ainda fazer o mingauzinho ou o bolo de chocolate que eu pedi. Devo muitas palavras de agradecimentos por tudo que ela fez por mim, cada viajem que ela batalhou pra pagar e apenas eu me divertir, quantos sacrifícios ela já fez por mim, sem ao menos ter condições. E se hoje sou o que sou, devo tudo á ela. Ela que me ensinou a ser uma menina de valores. Uma menina que não fica com qualquer menino. Uma menina que não é facil, como a maioria de hoje em dia. E eu realmente devo tudo isso á ela, uma heroína de mulher. Tenho muitos amigos e amigas que já perderam a mãe, e eu vejo bem de perto como é triste, não ter alguém pra abraçar quando está triste, ou mesmo pra pedir aquela comidinha que só sua mãe sabe ou sabia fazer, então dê valor pra sua mãe enquanto ela está viva, ao seu lado. Não espere o pior acontecer pra você dar valor. Eu tento a cada dia seguir mais e mais esse ”conselho”. Minha mãe, meu amor, minha melhor amiga, minha vida. Obrigada por tudo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário