É tanta coisa na cabeça que de vez em quando a gente se pergunta: é isso mesmo que quero? Afinal, quem sou eu? O que estou fazendo da minha vida? Estou dando atenção para as coisas certas? Estou gastando energia no que realmente importa? Estou dando a devida atenção para quem gosta de mim? A gente fica nesse mar de perguntas e nada até encontrar uma resposta.

14.5.13

Desabafo


Até que ponto devemos guardar o que sentimos para nós mesmos? Até que ponto o ser humano consegue fingir que está tudo bem enquanto por dentro, na verdade tudo que consegue sentir é uma dor incrivelmente estúpida, uma dor que te faz se sentir um nojo por estar sentindo isso, por estar sendo tudo diferente do que você imaginava ser , por incrível que pareça, o que mais doí, é lembrar do que um dia te fez sorrir.Como eu sempre digo, nem tudo são rosas. Há momentos em que eu quero sumir, fugir... há momentos em que a dor é tão grande que é como se ninguém fosse bom o bastante pra te fazer sentir melhor.É engraçado que quando estamos felizes, parece que o mundo inteiro fica feliz junto, e quando estamos tristes, o mundo inteiro se torna inútil. Algumas coisas pequenas, ou melhor dizendo: algumas atitudes pequenas podem fazer alguém se sentir melhor ou menos mal. Algumas pessoas realmente são especiais. Realmente te fazem bem, porém, é como se estas pessoas não existissem pra mim. Eu me sinto completamente sozinha, desejando alguém para abraçar e dizer "Pode chorar, meu bebê. Chora tudo que tá guardado ai dentro. Pode desabafar. Eu vou ficar com você, vou te proteger de todo o mundo.".




A cada novo dia venho me surpreendendo, com coisas que faço, coisas que penso, acho que estou crescendo, isso é bom pra mim. Estou tendo a oportunidade de aproveitar o que a vida trás pra nós, coisas que quando criança não pude aprender e a fazer. Acho que quando crescemos, ficamos velhos sim, mais aprendemos coisas boas da vida, coisas que vamos levar pra vida toda. 




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vai postar um comentário? Ebaaaaa.
Espero que tenha gostado dos conteúdos do GLP, prometo que retribuirei seu comentário logo me breve, é só deixar o link do seu blog, e assim que possível, farei um visitinha. Prometo. Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...